Polícia

Blogueiro foi assassinado com quatro tiros de pistola 9 milímetros na cabeça

Ascom Polícia Científica | 19/06/24 - 16h35
A perícia criminal apontou que a porta do carro da vítima foi atingida por 11 disparos de arma de fogo | Polícia Científica

O Instituto de Criminalística de Arapiraca confirmou, na manhã desta quarta-feira (19), que a arma utilizada para matar Adriano de Farias Firmino Silva, de 33 anos, foi uma pistola calibre 9 milímetros. Os policiais científicos coletaram dois estojos de munição da arma de fogo, que estavam a cerca de 10 metros do carro da vítima, em via pública.

O perito criminal Jeiely Gomes Ferreira, responsável pela perícia no local, constatou que os disparos contra a vítima tiveram início em frente a sua residência, na Rua João José Pereira, no bairro Retiro, em Junqueiro. Na tentativa de fuga, Adriano Farias ainda movimentou o veículo por uns 50 metros.

A perícia criminal apontou que a porta do carro da vítima foi atingida por 11 disparos de arma de fogo, sendo alguns agrupados. Desse total, quatro atingiram a região da cabeça de Adriano Farias, que entrou em óbito no local.

Os dois estojos de munição coletados no local do crime, bem como os projéteis que possam ser retirados do corpo da vítima, serão utilizados como prova técnica no inquérito policial que apura o caso. O material ficará acautelado na Polícia Científica para exame de balística forense quando uma arma suspeita for apreendida.

Após a perícia no local, o corpo de Adriano Farias foi encaminhado para o IML de Arapiraca, onde foi necropsiado e liberado para sepultamento no final da manhã desta quarta-feira (19). Os laudos periciais de local e cadavérico, quando prontos, serão encaminhados para a comissão de delegados nomeados pela Polícia Civil para investigar o crime.