Televisão

Caco Barcellos conta sua primeira cobertura jornalística: a morte de Garrincha

08/04/16 - 12h01 - Atualizado em 08/04/16 - 12h03
Reprodução / TV Globo

Caco Barcellos conversou, nesta sexta (8), com a apresentadora Ana Maria Braga, sobre os 10 anos do "Profissão Repórter, e relembrou sua primeira cobertura jornalística, feita para o “Jornal Nacional” em 1983, após a morte do jogador Mané Garrincha.

"Eu estava circulando pelos corredores num dia de profunda tristeza, pois era o fim de um grande ídolo: Mané Garrincha. Começaram a perguntar se tinha algum repórter disponível e aí me falaram, então corra. Eu nunca tinha vestido um paletó”, se recordou o jornalista do “Profissão Repórter” no “Mais Você” desta sexta-feira (8).

“Foi muito emocionante esse começo [da carreira]”, disse ele, que foi até a cidade de Pau Grande (Rio de Janeiro), para fazer a reportagem.

Barcellos contou que, antes de se tornar jornalista, tinha o sonho de seguir os passos de seu ídolo. “Eu desejava ser jogador de futebol”, afirmou. 

Além de relembrar matérias importantes da carreira, o jornalista falou sobre o “Profissão Repórter”.

“A gente vai de coração aberto para sermos influenciados mesmo pelas pessoas com quem a gente tem a oportunidade de conhecer”, explicou. “Somos nove repórteres na rua que vão atrás da mesma história e a veem por ângulos diferentes”, completou.