Alagoas

Carlinhos Maia diz que convite para vacina contra Covid-19 partiu do prefeito de Maceió; vídeo

Redação TNH1 | 19/01/21 - 11h05 - Atualizado em 19/01/21 - 11h29
Reprodução / Instagram

O influencer e humorista alagoano Carlinhos Maia publicou uma série de vídeos em seu perfil no Instagram, ainda nessa segunda-feira (18), para explicar que havia aceitado realizar uma campanha, a convite do prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (JHC), para incentivar a vacinação contra Covid-19 na capital. 

Carlinhos Maia se posicionou após o Ministério Público de Alagoas (MPE-AL) emitir nota para informar que vai instaurar procedimento preparatório para apurar o caso.  

"Aconteceu essa conversa, sim, que foi inclusive da Prefeitura de Maceió, mas foi na melhor intenção do mundo, então não ataquem o prefeito (JHC), é uma pessoa que gosto pra caramba, conheço há muito tempo. Ele é muito revolucionário nesse negócio de internet. Tudo dele é voltado para internet e fazer essa interação da internet com o público. Com a melhor das intenções, ele conversou comigo e disse: 'Carlinhos, pelo número de pessoas que lhe seguem, seria interessante que você tomasse a vacina, que fosse um dos primeiros a tomar a vacina, para poder filmar porque tem muita gente com medo e isso possa incentivar as pessoas'", expôs o humorista. 

"Só quis colocar para vocês porque, sim, aceitei fazer essa campanha, inclusive filmar os idosos que iam tomar a vacina. Até pedi para ele colocar a minha mãe, a Dona Madalena que já tem 70 anos". Não foi o governo... Eles desmentiram uma coisa que não partiu nem deles. Isso foi uma coisa conversada com o prefeito de Maceió e foi uma ideia que eu quis passar para vocês. Justamente se me vissem lá filmando as pessoas tomando a vacina, incentivando as pessoas a tomarem a vacina", continuou explicando Carlinhos Maia. 

"Era só isso, as minhas redes sociais seriam cedidas para divulgar a vacina. Peço desculpas ao prefeito de Maceió por todo esse constrangimento. Mas é isso, gente. Eu só quis me pronunciar antes para dizer: 'Oh, gente, me chamaram, me convidaram para fazer esse tipo de ação, de campanha'. Então, assim, eu não sou maluco de fazer uma coisa dessa e ir lá tomar vacina na frente das pessoas", afirmou.

O TNH1 entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Maceió para saber o posicionamento da gestão municipal sobre o assunto. A matéria será atualizada assim que houver resposta.