Polícia

Colchão de suspeito da morte de Rhaniel Pedro e abuso de outras 3 crianças passa por perícia

Redação TNH1 | 08/06/21 - 09h56 - Atualizado em 08/06/21 - 10h06
Arquivo Pessoal

A Polícia Civil de Alagoas informou que o colchão encontrado na oficina do suspeito de abusar de três crianças, e que também está sendo investigado pela morte do menino Rhaniel Pedro, no Clima Bom, passou por perícia nessa segunda-feira (07). As autoridades agora aguardam o resultado do laudo para saber se há material genético de alguma das vítimas no local. 

O homem de 45 anos preso na última sexta-feira (04) é proprietário da oficina situada próximo ao ponto onde o corpo de Rhaniel Pedro foi deixado. Ele foi denunciado pela população da região por pedofilia.

Em entrevista à TV Pajuçara/RecordTV, o delegado Ronílson Medeiros destacou que próximo ao colchão, numa área da oficina, foram encontrados pacotes de preservativos. Já na casa do suspeito, os agentes flagraram uma caixa com brinquedos infantis.

"Na sexta-feira realizamos a prisão do indivíduo. Realizamos buscas tanto na residência quanto na oficina. Na residência, foram encontrados vários brinquedos em uma caixa, não seriam brinquedos de um colecionador adulto, pois tinham carrinhos, e isso chama a atenção. Na oficina, foi encontrado um colchão e alguns preservativos na gaveta da bancada", disse o delegado.

"Nessa segunda, foi realizada uma perícia no colchão, onde o perito esteve no local fazendo a análise do ambiente. Foi arrecadado alguns materiais no colchão para saber se encontramos vestígios de sêmen ou de sangue humano", continuou Ronilson Medeiros.

Ainda segundo o delegado, o aparelho celular e o veículo do homem já foram encaminhados para a perícia e a polícia fica no aguardo dos laudos.

"Isso pode reforçar a linha de investigação de pedofilia, até porque as crianças relatam que antes de acontecer o fato ele adquiria a confiança das mesmas. Em um dos depoimentos, uma criança disse que recebia doces do indivíduo", contou.

"São dois casos distintos, a pedofilia e o homicídio do Rhaniel [...] Um adulto solteiro, morando sozinho, com brinquedos no quarto é um tanto suspeito", prosseguiu.

Sobre o inquérito que investiga a morte do menino Rhaniel, o delegado afirmou que a polícia ainda vai colher novos depoimentos e aguardar a entrega dos exames da perícia para dar continuidade ao caso.

Caso Rhaniel Pedro

Os familiares de Rhaniel Pedro divulgaram que o menino havia saído de casa por volta de 7h20 da manhã do dia 12 de maio, mas não tinha chegado na aula de reforço e tampouco retornado para casa. Os parentes percorreram a cidade durante todo o dia para saber se o menino teria dado entrada em alguma unidade de saúde e estavam desesperados à procura de informações. 

O corpo da criança foi encontrado por um homem que passava pela região e, ao ter conhecimento sobre o desaparecimento do menor, entrou em contato com os familiares no início da manhã do dia 13. O cadáver foi coberto com um pano e havia sido deixado entre uma calçada e um muro, próximo a entulhos, na Rua Recanto do Sol. A Polícia continua investigando o caso.