Futebol Nacional

Com gol de pênalti, Botafogo vence Bangu e carimba classificação

11/04/16 - 07h36 - Atualizado em 11/04/16 - 13h38
Assessoria Botafogo

Com um gol nos acréscimos, o Botafogo venceu o Bangu por 1 a 0, neste domingo (10), no Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, pela sexta rodada da Taça Guanabara. Com o resultado, a equipe de General Severiano garantiu a classificação antecipada às semifinais do Campeonato Carioca. Com 11 pontos, o time está na terceira posição. O Bangu tem quatro pontos e ocupa o sétimo lugar.

O time botafoguense, com alguns desfalques, mostrou limitações. Ao longo de toda a partida, teve maior domínio da bola, mas não conseguiu articular bem as jogadas. O primeiro tempo praticamente não teve emoções para os torcedores. Na segunda etapa, o time ganhou algum poder ofensivo com a entrada dos atacantes Luis Henrique e Neilton, mas ainda foi pouco eficiente.

A salvação veio após um pênalti sofrido por Luis Henrique aos 45 minutos. Rodrigo Lindoso cobrou e garantiu a classificação. Já o Bangu se defendeu e jogou por um empate, sem ser agressivo, e foi punido no final.

O JOGO 
Focado somente na vitória, o Botafogo entrou em campo com controle da partida e, desde o início, se organizou para atacar. Enquanto o jogo ainda tomava forma, o time fez a bola rodar. Alguns erros de passe dificultaram a articulação dos lances e o Bangu se defendeu de forma sólida.

Aos 19, Luis Ricardo cruzou de voleio e a bola foi na medida para Emerson, completamente livre na linha da pequena área. O zagueiro nem pulou para cabecear, mas errou a pontaria e jogou para fora. O time de General Severiano sentiu os desfalques de jogadores como Airton e Emerson. Apesar de dominar a partida, o Botafogo não criou lances de perigo e o primeiro tempo terminou sem grandes emoções.

Na volta do intervalo, o técnico Ricardo Gomes substituiu Octavio por Luis Henrique e apostou em uma formação mais ofensiva. O time foi mais incisivo e, aos oito, o jovem atacante recebeu em velocidade no contra-ataque, demorou a passar e, mesmo marcado, finalizou rasteiro acertando a trave. Na sobra, Salgueiro bateu forte mas a bola acertou a defesa e foi para escanteio.

O Botafogo aumentou o volume de jogo e ficou mais perigoso com Luis Henrique e Ribamar na frente, sendo municiados por Salgueiro. Aos 19, Ribamar teria aberto o placar de cabeça se não estivesse impedido. A arbitragem, atenta, sinalizou a infração. Aos 28, a defesa não subiu na cobrança de escanteio e Rafael Henrique cabeceou sozinho para fora.

Aos 33, Neilton substituiu Gegê. Em sua primeira jogada, Neilton achou Luis Henrique bem posicionado na área. Ele bateu, mas o goleiro Célio fechou bem o ângulo e defendeu.

O jogo caminhava para ficar empatado até que, aos 45 minutos, o volante Mauro Silva derrubou Luis Henrique dentro da área e o árbitro Grazianni Rocha marcou pênalti. O volante Rodrigo Lindoso cobrou bem, aos 47, e fez o gol que garantiu a classificação antecipada do Botafogo às semifinais do Carioca.