Alagoas

Com UTIs lotadas, governador anuncia hoje a tarde novas medidas de combate à pandemia

Gilson Monteiro | 27/05/21 - 11h16 - Atualizado em 27/05/21 - 11h59

O governador Renan Filho (MDB) concede entrevista coletiva nesta quinta-feira (27), às 14h, para tratar da situação epidemiológica de Alagoas, em relação à Covid-19 e das medidas de enfrentamento à pandemia. Você acompanha a coletiva pelo TNH1 e pela TV Pajuçara

Com o índice de ocupação de leitos de UTI passando dos 90%, a expectativa é de que o governador anuncie medidas bem mais rígidas de distanciamento social. Com os números desanimadodores da Covid no estado, os últimos dias foram de reuniões sucessivas, como adiantou o blog do Ricardo Mota, entre o governador, o secretário de Saúde, Alexandre Ayres, e a equipe técnica da Sesau, para chegar a um consenso sobre as próximas medidas. 

As decisões tomadas hoje que serão anunciadas na coletiva são resultado de uma equação difícil de resolver entre números da Covid, setor produtivo - que tem reivindicado reabertura do setor, e parte da opinião pública que resiste às medidas da doença que já matou mais de 400 mil brasilerios.

Situação crítica 

Em matéria do blog do Ricardo Mota, a equipe do governo já havia adiantado a intenção de endurecer as restrições. Como adiantou Mota, a prorrogação do decreto atual foi uma das mais difíceis desde o início da pandemia, por conta dos números do boletim diário da Sesau. 

Nessa quarta-feira, 26, um dia após o governador anunciar a prorrogação das medidas, o relatório de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), alerta que a taxa chegou a 92% em todo estado. 

São 356 pessoas internadas em Alagoas, que dispõe de um total de 387 leitos de UTI. Em Maceió, o número de internados é de 204 para 220 leitos disponíveis, enquanto no interior são 152 pessoas em tratamento para 167 leitos. A ocupação de UTIs na capital e no interior é de 93% e 91% respectivamente.