Mundo

Companhias aéreas voltam a fazer viagens de países vetados por Trump aos EUA

04/02/17 - 17h11 - Atualizado em 04/02/17 - 17h12

Um grupo de companhias aéreas disse aos seus membros que, com a restrição temporária do decreto anti-imigração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, os imigrantes que tiverem visto para entrar em território americano poderão fazê-lo.

Em um memorando para cerca de 200 companhias aéreas da Associação Internacional de Transporte Aéreo, o conselho geral do grupo disse que havia sido informado pelo Departamento de Alfândega dos EUA informou que a proibição de viagens estaria suspensa até a realização de uma audiência sobre o caso.

O decreto de Trump proíbe a entrada no país de cidadãos do Irã, Iraque, Iêmen, Sudão, Líbia, Síria e Somália. A proibição pegou de surpresa companhias aéreas de todo o mundo, que registraram perdas em suas ações no início da semana. Na noite de sexta-feira, um juiz federal suspendeu o decreto de Trump. As companhias aéreas que desrespeitassem a regra poderiam ser multadas pelos EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.