Gente Famosa

Conrado, dupla de Aleksandro, recebe alta após um mês e meio do acidente

Splash/UOL | 23/06/22 - 11h26
Reprodução/Instagram

O cantor sertanejo João Vitor Moreira Soares, conhecido como Conrado, recebeu alta do Hospital Regional de Registro, em São Paulo. A informação foi confirmada a Splash pela assessoria da dupla.

Ele o músico Julio Cesar Bigoli, que também teve alta, seguirão com a recuperação em Londrina (PR). Os dois estavam internados desde o dia 7 de maio, quando sofreram o acidente que matou o sertanejo Aleksandro, vocalista da dupla.

O acidente

No dia 7 de maio, o ônibus da dupla sertaneja Conrado e Aleksandro sofreu um acidente na rodovia Régis Bittencourt, em São Paulo, deixando seis mortos — entre eles, o vocalista Aleksandro e o guitarrista Wisley Novaes.

Na manhã do dia do acidente, os cantores e sua equipe saíram de Tijucas do Sul, no Paraná, após um show, e seguiam em direção a São Pedro, no interior de São Paulo, para mais uma apresentação. No entanto, segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o motorista perdeu o controle do veículo às 10h23, após um dos pneus dianteiros estourar.

Circulava nas redes sociais um vídeo do ônibus de turnê da dupla acelerando a até 130 km/h na rodovia Régis Bittencourt, onde aconteceu o acidente. No entanto, a assessoria dos músicos afirmou a Splash que as imagens foram gravadas em 2019.

A equipe da dupla divulgou os nomes de todas as vítimas: Luiz Aleksandro Talhari Correia (cantor), Wisley Aliston Roberto Novais (músico), Marzio Allan Anibal (músico), Giovani Gabriel Lopes dos Santos (roadie/técnico), Roger Aleixo Calcagnoto (músico) e Gabriel Fukuda (técnico de luz).

Laudo pericial

O laudo pericial do Instituto de Criminalística (IC) apontou que existem sinais de explosão em um dos pneus do ônibus que levava a dupla Conrado e Aleksandro e sua equipe de músicos.

O documento a qual Splash teve acesso, mostra danos que "sugerem a ocorrência de impacto do pneu contra algum tipo de obstáculo na via, tais como buraco, pedra, objeto grande".

O laudo, assinado pelo perito Carlos Eduardo Penazzi Filho, aponta ainda que não se pode determinar se o impacto que causou a explosão aconteceu no momento do acidente ou antes do veículo tombar, pois não há vestígios suficientes para isso.

O documento traz fotos dos pneus, apontando arames dobrados de fora para dentro, que sugerem a ocorrência do dito impacto.

"Tal impacto teria causado a quebra de arames de aço e, com isso, o pneu perdido a resistência mecânica da carcaça (que é dada por esses arames), acabando por explodir devido à pressão interna, e finalmente tendo a banda de rodagem arrancada durante a movimentação do veículo até seu ponto de imobilização", diz o laudo.

O perito diz, ainda, que não descarta outras explicações para os sinais encontrados no pneu, que expliquem o estado dos mesmos.

A dupla

Conrado & Aleksandro faziam uma média de 15 shows por mês, percorrendo todo o Brasil, com destaque para as principais capitais como Curitiba (PR), São Paulo (SP), Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO).

A dupla tem na discografia quatro CDs lançados, "Plano B" (2011), "Ao Vivo em Maringá" (2012, Som Livre), "Lobos" (2014, Som Livre), "Ao Vivo em Curitiba" (2015), o EP "Vivendo de Arte" (2017) e, até então, dois DVDs, "Ao Vivo em Maringá" (2012, Som Livre) e "Ao Vivo em Curitiba" (2015). "Ao Vivo em Londrina" (2019).

O trabalho mais recente, o single "Efeito Borboleta", já alcançou a marca de 1,5 milhão de visualizações no YouTube.