Interior

Corpo de filha de delegado deve ser velado na casa da família, em Arapiraca

Redação TNH1 | 31/01/20 - 18h43 - Atualizado em 31/01/20 - 19h24

O corpo de Mariana Torres, 36 anos, que morreu após cair de uma lancha, no Rio São Francisco, nessa quarta-feira, 29, deve ser velado na casa da família dela, em Arapiraca. A informação foi passada por familiares.

Até o final da tarde desta sexta-feira, o corpo ainda não havia sido liberado do Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca.

Após dois dias de buscas, o corpo de Mariana Torres, que é filha do delegado Cícero Torres, foi localizado, nesta sexta-feira (31), às margens do Rio São Francisco, no povoado Borda da Mata, no município de Canhoba, em Sergipe. Ela havia desaparecido na noite de quarta-feira, 29.

Ainda não há informações sobre o dia e o horário do sepultamento.