Alagoas

Covid-19: municípios de AL dão continuidade à vacinação em gestantes e puérperas sem comorbidades

Assessoria | 10/07/21 - 09h29

A Campanha de vacinação contra a Covid-19 segue avançando nos municípios alagoanos. Desde ontem, 9, deu-se início à distribuição de 24.142 doses (D1) de vacinas para os 102 municípios, destinadas para a continuidade da vacinação de gestantes e puérperas maiores de 18 anos e sem comorbidades.

O Cosems/AL lembra que as gestantes e puérperas sem comorbidades já estavam incluídas como grupo prioritário no Plano Nacional de Vacinação, porém, após uma recomendação da ANVISA, essa vacinação havia sido suspensa e interrompida desde o mês de maio. No entanto, após uma ampla discussão com especialistas, sociedades médicas e gestores da saúde, o Ministério da Saúde decidiu retomar a vacinação das gestantes e puérperas sem comorbidades, conforme orienta e recomenda a   Nota Técnica nº 2/2021, da    Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à COVID-19 do Ministério da Saúde.

O presidente do Cosems/AL, Rodrigo Buarque, esclarece aos gestores que o quantitativo de doses enviadas para cada município, foi calculado com base no total de nascidos vivos no ano de 2019, com um acréscimo de 10%, de acordo com os parâmetros epidemiológicos para a estimativa do número de gestantes. “Como estamos na metade do ano, o quantitativo enviado a cada município corresponde a 6/12 avos do total geral estimado de gestantes”, enfatizou Rodrigo Buarque.

O Cosems/AL chama a atenção dos gestores municipais quanto às recomendações contidas na Nota Técnica 2/2021, para a vacinação   de  gestantes e puérperas: Vacinar gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), a partir de 18 anos, como grupo prioritário independentemente da presença de fatores de risco adicional; realizar a vacinação de gestantes e puérperas com as vacinas que não contenham vetor viral (Sinovac/Butantan e Pfizer/Wyeth); vacinar as gestantes em qualquer trimestre da gestação; condicionar a vacinação das gestantes e puérperas a uma avaliação individualizada, compartilhada entre a gestante e seu médico, do perfil de risco-benefício, considerando as evidências e incertezas disponíveis até o momento e solicitar a prescrição médica.
Portanto, o Cosems/AL deixa claro que a vacinação contra a Covid-19 continua acontecendo e avançando em todos os municípios alagoanos, no entanto, as doses distribuídas nesta 26ª remessa deverão ser utilizadas para a retomada da vacinação de puérperas e gestantes.