Alagoas

Covid: interior de AL completa um mês na fase vermelha e tem leve queda na ocupação de UTI

Apesar de o interior diminuir a ocupação de leitos para 78%, houve aumento no número de internados em relação ao dia 9 do mês passado

Paulo Victor Malta | 09/04/21 - 18h00 - Atualizado em 09/04/21 - 18h08
Carla Cleto / Sesau

Na fase vermelha do Plano de Distanciamento de Controle Social desde o dia 8 de março, o interior de Alagoas viu a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) cair de 83% (de acordo com o boletim de 9 de março) para 78% nesta sexta-feira, 9, segundo atualização da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) às 16h de hoje. 

De acordo com o relatório, dos 156 leitos disponíveis, 122 estão ocupados nesta sexta-feira. A capital Maceió segue em alerta com 89% de ocupação nas UTIs para Covid, tendo 193 pacientes internados nos 216 leitos à disposição. 


Um mês após fase vermelha, interior tem 17 pessoas a mais internadas em leitos de UTI; ocupação é menor porque governo abriu mais leitos ao longo do mês 
(Foto: Reprodução / alagoascontraocoronavirus.al.gov.br/)

Os leitos de UTI em Alagoas registram no total 85% de ocupação, com 315 pessoas em tratamento. Dos 1.355 leitos disponibilizados no estado, 782 estão com pacientes em tratamento, equivalente a 58% de ocupação na rede hospitalar estadual, que também abrange leitos contratualizados.

Boletim

O boletim epidemiológico de hoje traz 689 novos casos e mais 24 por Covid-19 em Alagoas. O estado registra 159.511 casos do novo coronavírus e 3.756 óbitos pela doença em pouco mais de um ano de pandemia.