Futebol

CRB joga mal, perde para o Altos e é eliminado da Copa do Brasil

08/02/17 - 22h25 - Atualizado em 09/02/17 - 00h22
Arte / Tom Carvalho

O Clube de Regatas Brasil estreou com derrota e eliminação na Copa do Brasil. Após atuar bem e vencer o Clássico das Multidões, o Galo perdeu para o Altos por 2 a 0 na noite desta quarta-feira (8), no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. Os gols foram marcados por Joélson aos 15 minutos do primeiro tempo e Uilliam aos 22" da etapa final. O zagueiro Gabriel ainda foi expulso aos 12" da segunda etapa. 

O Altos enfrenta o vencedor do jogo entre Santo André-SP e Criciúma, que duelam na quinta-feira (16) em São Paulo. O mando de campo da segunda fase será decidido através de sorteio da CBF. 

O Galo volta a campo contra o ABC no sábado (11), às 20h30 (horário de Alagoas), no Estádio Frasqueirão, em Natal. A partida é válida pela terceira rodada do Grupo D da Copa do Nordeste. 

Entenda o regulamento

De regulamento novo, a competição agora é decidida em jogo único nas duas primeiras fases. O time melhor ranqueado na Confederação Brasileira de Futebol joga como visitante e tem a vantagem do empate para se classificar na fase inicial. Na segunda fase, em caso de empate, a decisão vai para os pênaltis. 

As rendas líquidas dos jogos das duas primeiras fase, que têm apenas uma partida, serão divididas. A renda do jogo será distribuída em 60% para o time classificado e 40% para o eliminado, independente de quem seja o mando. 

Atuação irreconhecível 

Sem Sérgio Mota, lesionado, Léo Condé optou por uma linha de três volantes com Adriano, Yuri e Jocinei. Mas o que se viu em Teresina foi um time praticamente dominado pelos donos da casa. O CRB sofreu diante da dupla Joélson e Manoel. Os jogadores infernizaram a vida da defesa regatiana e logo o Altos abriu o placar aos 15 minutos do primeiro tempo com Joélson. 

Expulsão e eliminação

Precisando empatar o jogo, Condé trocou Jocinei por Maxwell no intervalo. A intenção era dar velocidade ao time. A estratégia foi por água abaixo quando Gabriel cometeu falta em Joélson, tomou o segundo amarelo e foi expulso aos 12 minutos. Condé substituiu Neto Baiano por Adalberto e Danilo Pires por Elias. Só que o Altos estava muito mais organizado e só não fez o terceiro por conta de Juliano. 

Altos

1- Alex
2- Dos Santos
3- Vitor
4- Marcelo
6- Thiago Almeida
5- Nonato
8- Leandro (16- Vagner, aos 19" do 2º tempo)
7- Jeremias (20- Uilliam, aos 11" do 2º tempo)
10- Esquerdinha
19- Joélson
9- Manoel (11- André, aos 32" do 2º tempo)

Técnico: Francisco Diá

Banco: 12- Rodrigo, 13- Marquinho, 14- Leone, 15- Neto, 16- Vagner, 17- Alexsandro, 18- Patrick, 20- Uilliam, 11- Andre e 21- Italo.

CRB

1- Juliano
2- Marcos Martins
3- Flavio Boaventura
4- Gabriel
6- Diego
5- Adriano
8- Jocinei (18- Maxwell, intervalo)
7- Yuri
10- Danilo Pires (17- Elias, aos 33" do 2º tempo)
11- Maílson
9- Neto Baiano (13- Adalberto, aos 17" do 2º tempo)

Técnico: Léo Condé

Banco: 12- Bruno, 13- Audálio, 14- Adalberto, 15- Jorginho, 16- Clebinho, 17- Elias, 18- Maxwell e 19- Edson Ratinho.

Cartão amarelo

Altos: Leandro Sobral e Esquerdinha. 

CRB: Marcos Martins, Flávio Boaventura, Gabriel (2) e Adriano. 

Arbitragem

Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior (CBF/PE); 

Auxiliar 1: Ricardo Bezerra Chianca (CBF/PE);  

Auxiliar 2: Gilberto Freire de Farias (CBF/PE);

4º árbitro: Antônio José Lopes Trindade de Sousa (CBF/PI).