Mundo

Daniel Alves: mãe de denunciante é dispensada e mulher de jogador será ouvida no 2º dia de julgamento

TNH1 com UOL | 06/02/24 - 09h05
Europa Press

O segundo dia de julgamento de Daniel Alves terá o depoimento de 21 testemunhas. Inicialmente, seriam 22 pessoas ouvidas nesta terça-feira (6), mas o depoimento da mãe da denunciante foi dispensado. A decisão foi tomada após o Tribunal de Justiça espanhol ouvir a amiga e a prima dela. As duas acompanhavam a mulher, hoje com 24 anos, na noite em que ela alega ter sido abusada por Daniel Alves. O julgamento terá início às 11h (de Brasília).

Nesta terça, os depoimentos mais esperados são os de familiares e amigos de Daniel Alves. A esposa do jogador, Joana Sanz, deve falar no começo do dia. Segundo o UOL apurou, ela deve endossar a versão final apresentada pela defesa. A tese é de de que o jogador estaria embriagado naquela noite.

Além dela, quatro amigos do brasileiro também serão ouvidos. A tendência é que eles também sustentem a versão de que Alves estava bêbado quando saiu de um jantar e foi para a discoteca.

O diretor da boate Sutton, dois seguranças e 12 policiais que atuaram no caso devem depor também na tarde desta terça-feira. Um amigo da denunciante completa o rol de testemunhas.

O UOL apurou que a Audiência de Barcelona estará reservada exclusivamente para o caso na tarde de terça-feira. Pela quantidade de testemunhas, os juízes e advogados preveem que o julgamento se estenda até a noite, algo pouco comum na Espanha.