Alagoas

Dia do Índio: mais de 300 casos de Covid foram notificados em AL entre a população indígena

Redação TNH1 | 19/04/21 - 11h38 - Atualizado em 19/04/21 - 11h54
Reprodução/Prefeitura de Manaus

O Dia do Índio é celebrado neste 19 de abril no Brasil. A data serve para lembrar e reforçar a identidade do povo indígena brasileiro na história e cultura. Porém a pandemia está impondo uma triste realidade aos povos tradicionais.

Dados colhidos pela Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas, indicam 303 casos e oito óbitos entre os indígenas, em decorrência da Covid-19. Desses óbitos, constam que quatro eram mulheres e quatro homens, com faixa etária entre 30 e 80 anos.

A pandemia agravou a vulnerabilidade dos povos indígenas, e trouxe uma dura realidade aos 11 povos indígenas que vivem em Alagoas. Estão entre as etnias mais afetadas no estado; Xucuru-Cariri, localizado em Palmeira dos Índios, com 93 contaminações e dois óbitos; Wassu, em Colônia Leopoldina, com 83 casos e uma morte; Kariri-Xocó, em São Brás, com 52 contágios e dois óbitos contabilizados.

A Articulação dos Povos Indígenas no Brasil (Apib) aponta para uma subnotificação de casos nos dados oficiais e, por causa disso, vem realizando um levantamento independente sobre o indígenas contaminados. Diferentes fontes  têm sido utilizadas nesse esforço. Além da Secretaria Especial da Saúde Indígena (Sesai), o comitê tem analisado dados das Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde e do Ministério Público Federal.

Segundo os dados atualizados nesta segunda-feira (19), o Brasil apresenta 52.494 casos, 1.039 mortes e o total de 163 povos afetados.