Futebol

Diretor é demitido por suspeita de usar dinheiro de clube brasileiro para ir à final da Champions

TNH1 | 12/06/24 - 16h55
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O Cruzeiro demitiu, na manhã desta quarta-feira (12), o diretor de marketing do clube, Marco Farah. A demissão de Farah foi confirmada pelo sócio majoritário da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do clube mineiro, Pedro Lourenço, em entrevista à Band TV.

Segundo Pedrinho, o agora ex-diretor de marketing teria utilizado dinheiro do Cruzeiro para viajar até Londres, onde acompanhou a final da Uefa Champions League. A partida aconteceu no último dia 1°, e o Real Madrid se sagrou campeão após vencer o Borussia Dortumd por 2 x 0.

"Eu deixei de ir na final da Champions League por causa dos compromissos. Fui procurar o diretor de marketing no Cruzeiro, o cara estava dentro do avião, em São Paulo, para ir para a Champions League. Para o Cruzeiro pagar”, explicou Pedro.

O empresário ainda completou dizendo que avisou ao diretor que ele seria demitido, caso fosse viajasse para a final.  “Eu disse: ‘se for (à final), está demitido’. Pronto. É assim que funciona. Eles não têm muita responsabilidade com isso não e vou tentar equalizar isso”, finalizou. 

Em entrevista à Radio Itatiaia, Farah negou que tenha viajado para assistir à final da Champions League. “Não tem nenhuma verdade nas afirmações. A Adidas me fez um convite, quando eu ainda era diretor do Cruzeiro, para conhecer a sede da empresa, na Alemanha, e para ir assistir ao jogo da Champions. Tudo seria pago com o meu dinheiro, passagens, hospedagem em Londres”, disse.

Sobre a denúncia de ter viajado com o dinheiro do clube, o diretor explicou que pagou os custos da viagem com recursos próprios. 

“Inicialmente eu aceitei o convite, paguei tudo do meu bolso, mas como deixei o Cruzeiro, não fazia mais sentido eu viajar para representar o clube. Portanto, nem sequer viajei. Por isso, até perdi dinheiro das reservas que havia feito, tudo com o meu dinheiro”, esclareceu.