Polícia

Dois homicídios e lesão corporal grave: Polícia conclui inquérito de acidente na Fernandes Lima

Redação TNH1 | 03/08/21 - 10h02 - Atualizado em 03/08/21 - 10h21
Redes Sociais

A delegacia de acidentes de trânsito, por meio da delegada Sheila Carvalho, informou que o motorista do carro que causou o acidente na Avenida Fernandes Lima deve responder por homicídios dolosos (quando se assume o risco de matar) e lesão corporal grave. O inquérito policial foi concluído 10 dias depois do acidente e enviado ao Tribunal de Justiça de Alagoas. O motorista, o bancário Sérgio Praxedes dos Santos Filho, segue detido no sistema prisional alagoano. 

"A conduta do motorista não se amolda aos tipos penais previstos no Código de Trânsito Brasileiro, uma vez que a ação do autor de ingerir bebida alcoólica antes de conduzir o veículo automotor antes de trafegar na contramão de uma via bastante movimentada sugestiona a presença de dolo eventual", diz um trecho do inquérito da delegada enviado à Justiça.

O acidente 

Na manhã do último dia 23 de julho, Sérgio Praxedes dos Santos Filho conduzia um Jeep Renage quando invadiu a contramão na Avenida Fernandes Lima. 

O motorista atingiu duas motos, que seguiam no sentido correto da via. O vigilante Pedro Alves de Souza morreu na hora. Quitéria Gonçalves de Amorim e José Cicero da Silva Santos, que estavam na outra motocicleta, foram socorridos ao Hospital Geral do Estado (HGE). Quitéria foi submetida por uma cirurgia e permanece internada. Já José Cícero morreu no dia 25, dois dias após o acidente, após passar por procedimentos cirúrgicos. 

O TNH1 não conseguiu contato com a defesa de Sérgio Praxedes para comentar a conclusão do inquérito.