Brasil

Fabricante diz que ivermectina não tem eficácia contra a covid-19

Uol | 05/02/21 - 15h02
Reprodução

A farmacêutica norte-americana MSD (Merck Sharp and Dohme), que produz a ivermectina, afirmou que ainda não há evidências de que o medicamento traga benefícios ou seja eficaz no tratamento da covid-19.

Em um comunicado publicado ontem, a empresa disse que não há base científica que indique efeitos terapêuticos contra a covid-19 nos estudo pré-clínicos já publicados.

Além disso, a farmacêutica afirmou que não foi encontrada evidência significativa de eficácia ou atividade clínica do medicamento em pacientes infectados pelo coronavírus.

"Nós não acreditamos que os dados disponíveis apontem segurança e eficácia da ivermectina além das doses e populações indicadas na agência regulatória e aprovadas para prescrição", diz a nota do laboratório.

A empresa disse ainda que seus cientistas continuam examinando com cuidado descobertas e novos estudos para identificar eventuais evidências de segurança e eficácia do uso do medicamento no tratamento da covid-19.

Remédio faz parte de kit do governo

Usado no tratamento de infecções por parasitas e piolho, a ivermectina faz parte do "kit covid" promovido pelo Ministério da Saúde e pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como tratamento precoce à covid-19.

Além da ivermectina, o kit do governo inclui a hidroxicloroquina, a azitromicina, e a nitazoxanida, além dos suplementos de zinco e das vitaminas C e D. Ainda não há evidências científicas de que qualquer desses medicamentos tenha eficácia no combate ao coronavírus.