Gente Famosa

Filho de Zezé Di Camargo rebate acusações de comprar vaga em faculdade

10/07/16 - 08h00 - Atualizado em 10/07/16 - 08h18
Reprodução

Igor Camargo, filho caçula de Zezé Di Camargo, usou as redes sociais para rebater as acusações de que só foi aprovado no curso de Administração da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, porque o sertanejo comprou a vaga.

Irritado, o rapaz fez um desabafo classificando o ato como corrupto. “Ontem, meu pai postou uma foto comemorando a minha aprovação na FGV. Enquanto a maioria das pessoas colocaram mensagens bacanas [obrigado a todas] houveram (sic) algumas mensagens idiotas. Primeiramente, eu entrei nessa faculdade com 22 anos pois já me formei na minha primeira faculdade de produção musical”, iniciou.

Igor também deixou claro que o cantor o ajudou, sim, mas não em atos ilícitos. “Quem acha que uma instituição tão séria como a FGV venderia vagas e que meu pai seria corrupto de comprar uma, realmente está equivocado. O trabalho do meu pai ajudou, sim, ajudou me proporcionando uma ótima base de ensino, algo que qualquer pai e mãe gostaria de poder proporcionar aos seus filhos, algo que todos merecem ter, mas que infelizmente nem sempre podem no Brasil”, afirmou.

Por fim, o rapaz defendeu o estabelecimento de cotas para estudantes da rede pública. “Inclusive, sou a favor das cotas, pois sei como uma escola de qualidade faz diferença. Ainda que eu tivesse boas oportunidades, nunca fugi de me dedicar, nunca escolhi pular etapa, honrei as oportunidades que ganhei, tive o mérito, sim, de passar com o meu esforço. Isso nenhum comentário besta vai tirar de mim”, completou.