Alagoas

Fogueiras e fogos não estão proibidos neste São João, mas há recomendação contrária

Ano passado havia decreto proibindo fogueiras e fogos em Maceió, mas desta vez não há proibição

Redação TNH1 | 23/06/21 - 16h55 - Atualizado em 23/06/21 - 18h09
Carla Cleto / Agência Alagoas

Algumas das principais tradições nordestinas no período junino, como acender fogueiras e soltar fogos de artifício não estão proibidas neste ano, mas seguem não sendo recomendados pela Secretaria do Estado da Saúde (Sesau). A pasta reforçou o recado nesta quarta-feira, 23, véspera de São João. 

De acordo com a Sesau, a fumaça causada pela fogueira pode ser um fator para o desenvolvimento de problemas respiratórios. O mês de junho coincide com o período de maior incidência de doenças respiratórias, conhecido como "outono viral". "Não acender fogueiras evita o agravamento de doenças pulmonares. A fumaça pode agravar o quadro de saúde de pacientes que estão infectados pela Covid-19 ou que ainda têm sequelas da doença", diz a mensagem. 


Foto: Reprodução / Sesau

As publicações foram reforçadas pelo secretário da Sesau, Alexandre Ayres, nas redes sociais. A assessoria da pasta, no entanto, explicou que essa é apenas uma recomendação. 

A Prefeitura de Maceió informou que não tem decreto este ano sobre proibições a fogueiras e fogos de artifícios. Em 2020, na gestão do então prefeito Rui Palmeira, o município publicou decreto proibindo fogueiras e comercialização de fogos. Na ocasião, as medidas visavam evitar acidentes causados por fogos, complicações respiratórias provocadas pela fumaça em pessoas com asma ou com outros problemas de saúde e as tradicionais aglomerações do período junino.