Interior

Foragida, mãe do prefeito de Junqueiro é presa por homicídio cometido em 2005

TNH1 | 07/04/21 - 09h28 - Atualizado em 07/04/21 - 09h43
Foto: Reprodução

Condenada a 13 anos de prisão, a mãe do prefeito de Junqueiro e, até então, foragida da justiça, Maria Rejane da Silva, foi presa nessa terça-feira (06).  A mulher foi localizada pela polícia em casa, que fica na mesma cidade administrada pelo filho, Leandro Silva, do PTB. 

Maria Rejane e o marido, André Luiz Pereira da Silva, pai do prefeito, são acusados de homicídio por motivo fútil.

Segundo a sentença, André Luiz segurou Hélio Maurício da Silva enquanto Maria Rejane desferiu 17 facadas. O motivo teria sido o roubo de uma carteira pela vítima. 

O crime aconteceu em 2005 e a sentença é de 2009. André Luiz está preso desde o ano passado, quando foi localizado em Pernambuco.

Maria Rejane foi levada ao Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) de Teotônio Vilela, cidade que fica vizinha à Junqueiro, de onde deve ser levada para o Sistema Prisional.