Brasil

Glória Perez lamenta morte de Guilherme Karan: "mais do que amigo, irmão"

08/07/16 - 07h43 - Atualizado em 08/07/16 - 07h47
Reprodução

Famosos lamentaram a morte do ator Guilherme Karan nesta quinta-feira (7). Karan estava internado desde 2014 no Hospital Naval Marcílio Dias, na Zona Norte da capital fluminense.

Autora de várias novelas em que ele atuou, como "Pecado Capital" (1998), "O Clone" (2001) e "América" (2005), Glória Perez escreveu no Facebook: "Meu melhor e mais querido amigo. Aqui de Lisboa leio que ele se foi. Todos conhecem a dimensão do artista que ele era: múltiplo, intenso, completo. Mas muito poucos sabem o tamanho do ser humano, a alma delicada, solidária, capaz de grandes e generosos gestos. Amigo mais do que amigo - irmão. O mundo fica muito mais triste sem você".

No Twitter, Hélio de la Peña comentou: "Nosso abraço à família e amigos de Guilherme Karan. Eterna gratidão por dar vida ao ícone Zeca Bordoada, "TV Pirata"".

Oscar Filho também lembrou-se do humorístico da Globo: "O comediante Guilherme Karan morreu. Sou fã! Um visionário! Em 1988 já interpretava o Cerveró na "TV Pirata"".

O ator Eri Johnson, que também faz trabalhos como humorista, desejou: "Guilherme Karan, querido amigo, generoso, companheiro, que Deus conforte os seus familiares e milhares de fãs e amigos. Um ator maravilhoso".

E outro ex-CQC, Rafael Cortez falou: "Sai de cena Guilherme Karan. Grande ator e pessoa fundamental no humor. "TV Pirata" por exemplo foi icônica. Saudades".

Guilherme Karan tratava da síndrome de Machado-Joseph, uma doença degenerativa rara que causa perdas graves no cérebro e compromete a coordenação motora em todo o corpo ao longo do tempo.

Os familiares, em recentes entrevistas, já afirmavam que o quadro era irreversível e que esperavam pelo pior.

Ele tinha mais de 30 anos de carreira no teatro, na TV e no cinema.