Alagoas

Governador cobra aprovação de projeto de lei que torna obrigatório uso de máscara

Paulo Victor Malta e Eberth Lins | 12/03/21 - 12h20 - Atualizado em 12/03/21 - 12h32
Foto: Felipe Brasil / Agência Alagoas

Nesta sexta-feira (12), na coletiva onde foram anunciados benefícios para o comércio durante a pandemia, o governador Renan Filho (MDB) reforçou a importância de tornar obrigatório o uso de máscaras em espaços públicos no estado, fazendo uma cobrança ao Poder Legislativo, onde tramita projeto de lei disciplinando o tema. 

Ele reforçou que enviou um Projeto de Lei (PL) à Assembleia Legislativa (ALE), e que aguarda avaliação das comissões da Casa.

"É muito importante que este projeto seja aprovado. Aprovar o uso de máscara é impor algum tipo de multa para quem não usa e prefere não se preocupar com a vida alheia. Aproveito para fazer um apelo por meio desse evento", disse o governador.

Enviado em agosto de 2020, o PL quer tornar infração penal o não uso da máscara, comportamentoo da parte da população que desde já é onsiderado irresponsabilidade por especialistas da área de saúde, considernando o alto risco de contágio da Covid-19.

"Essa doença é coletiva. O cidadão que não usa máscara às vezes nem paga um preço muito caro, porque é jovem, não tem comorbidade, não adoece ao ponto de precisar internar, mas ele pode contaminar outras pessoas. E ao contaminar outras pessoas, pode levar pessoas à morte. O debate profundo feito pela ALE é muito importante para que a gente chegue a uma decisão em Alagoas, se teremos ou não lei para exigir o uso obrigatório (de máscara) do cidadão", ressaltou o governador.

Se aprovada, a medida deve ser cumprida por todo cidadão que transitar em espaços públicos, estabelecimentos comerciais, industriais, bancários, empresas prestadoras de serviços e outros locais em que possa haver aglomeração de pessoas durante o período de pandemia da Covid-19.