Alagoas

Há um ano era confirmado o 1º caso do novo coronavírus em Alagoas

Gilson Monteiro | 08/03/21 - 17h15 - Atualizado em 09/03/21 - 11h31

Há exato um ano Alagoas registrava o primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus. De 8 de março de 2020,  saltamos para 136 mil e 107 casos da doença neste 8 de março de 2021, com a perda de 3.102 vidas para a doença. 

Há um ano o TNH1 noticiava. 

"De acordo com as informações, o paciente é um homem, alagoano, de 42 anos, que retornou no último dia 03 de março da Itália. O paciente procurou atendimento médico, em um serviço de saúde de Maceió, por apresentar sintomas suspeitos do coronavírus. O caso foi notificado ao Centro de Informação Estratégica e de Resposta em Vigilância em Saúde (CIEVS) do estado e vem sendo monitorado pelo CIEVS do município. Desde então, o alagoano está em isolamento domiciliar e com quadro de saúde considerado estável". 

1 ano depois secretário alerta: "Não dá para a gente continuar enxugando gelo"

"Não dá para a gente continuar enxugando gelo. Não dá para continuar pedindo que nossos profissionais de saúde se dediquem 24 horas por dia no intuito de salvar vidas. Se quando eles abrem as redes sociais ou assistem à televisão, eles observam que as pessoas não estão dando importância. Nos hospitais temos seres humanos, pessoas que estão cansadas, que há um ano abrem mão da vida com suas famílias. Vai chegar em um momento muito duro que essas pessoas não vão mais aguentar. Nós já estamos com dificuldade de selecionar os profissionais, porque eles estão esgotados", disse o secretário Alexandre Ayres, em entrevista à Radio Pajuçara FM Maceió.

Pessoas recuperadas 

Um ano depois, a Covid-19 chegou aos 102 municípios alagoanos. A boa notícia é que  129.328 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, , estão recuperados da doença. Há 12.865 casos em investigação laboratoria.

Idosa de 102 anos venceu a Covid, na cidade de Roteiro (foto ascom Prefeitura de Roteiro)


Cidade vazia em 2020: uma realidade que pode voltar a se repetir


Um ano depois, infelizmente, os casos voltarm a crescer, com um retorno a medidas mais duras de combate à doença. 

Diante dos números e dos indicadores, neste domingo, 07, Renan Filho (MDB), decidiu baixar um novo decreto, válido a partir da meia noite desta segunda-feira, 08 de março. 

Sem a contribuição da população, os números da Covid voltaram a subir e cenas, como a registrada em ensaio especial do TNH1, publicado em 27 de março do ano passado, devem voltar a se repetir. 

Nos flagrantes do fotógrafo Itawi Albuquerque, vemos uma Maceió desabitada, silenciada por uma doença que já fez  265.500 vítimas em todo pais. Veja aqui o ensaio na íntegra

Fernandes Lima em março de 2020: Cidade vazia, numa realidade que ameaça voltar a se repetir (foto Itawi Albuquerque)

Com a volta dos casos, as restrições voltam. De acordo com as mudanças, as cidades das regiões Agreste e Sertão passam para a fase vermelha, fase mais crítica do plano de distanciamento social controlado elaborado pelo governo. Enquanto Maceió e o restante do estado dão um passo atrás, indo para a fase laranja, fase que antecede a vermelha.