Esporte

Hamilton domina 1° treino livre do GP de São Paulo; garoa atrapalha

Folhapress | 12/11/21 - 15h25
Fotoarena / Folhapress

O primeiro treino livre do GP de São Paulo de Fórmula 1, evento que "abre as portas" para a corrida do Brasil deste domingo (14), teve certa tranquilidade e poucos incidentes -bandeiras amarelas e vermelhas, por exemplo, não chegaram a aparecer.

Com o cronômetro zerado, Lewis Hamilton (Mercedes) fez o melhor tempo da sessão, nesta sexta-feira (12) à frente de Max Verstappen e Sergio Pérez, ambos da Red Bull. Valtteri Bottas, parceiro do heptacampeão, foi o quarto, e Pierre Gasly (AlphaTauri) fechou o top 5.

Ainda nos dez primeiros minutos da sessão, Hamilton reclamou de algumas ondulações do traçado de Interlagos -o britânico, aliás, vai trocar o motor de combustão para a prova e, portanto, perder cinco posições no grid de largada.

Até a metade da sessão, foram poucas emoções: com Verstappen garantindo o tempo mais rápido à frente do companheiro Pérez, os únicos destaques ficaram com Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) e Charles Leclerc (Ferrari), que escaparam de maneira leve da pista. Nenhum deles teve maiores problemas.

Como já é de praxe em Interlagos, a garoa deu as caras e ligou o sinal de alerta nos pilotos. Bottas e Esteban Ocon (Alpine) foram os primeiros a perceber os pingos e avisaram suas respectivas escuderias.

A Alpine, que, além de Ocon, tem Fernando Alonso, foi uma das equipes que melhor conseguiu se adaptar às condições da pista. Juntos, os dois ficaram à frente dos dois carros da McLaren. Já na parte final do treino, com o término da garoa, Hamilton conseguiu superar Verstappen e anotou 1:09.050, tempo que foi 0,3 segundo melhor que o do holandês.