Interior

Hospital da Mata afasta médico e apura suposta negligência em morte de entregador em União

Eberth Lins | 27/07/21 - 10h46 - Atualizado em 27/07/21 - 12h09
Luandenysson Santos Leite tinha 24 anos e trabalhava como entregador de lanches  | Foto: Reprodução / Rede Social

Em União dos Palmares, na Zona da Mata alagoana, um suposto caso de negligência médica tem causado revolta na comunidade após a morte de um entregador de lanches vítima de acidente de trânsito.  A direção do Hospital Regional da Mata (HRM) abriu uma sindicância e afastou o médico responsável pelo atendimento, até a conclusão das investigações, que serão acompanhadas pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) e Conselho de Ética da unidade hospitalar. (Veja nota oficial no final da matéria).

Luandenysson Santos Leite, de 24 anos, se envolveu em um acidente de trânsito no último dia 22, em União dos Palmares, e morreu no último domingo (25) no Hospital Geral do Estado, em Maceió. Mas o primeiro atendimento médico após o acidente aconteceu na quarta-feira (22), no  HRM, em União, que o liberou horas depois.   

No dia seguinte, na quinta-feira (23), o jovem passou mal novamente, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e voltou ao HRM, que o encaminhou em estado grave ao HGE. Familiares do jovem acusam o HRM de negligência médica por ter liberado o rapaz horas depois do acidente sem realizar exames específicos para o caso.

Família: temos certeza que houve negligência

O TNH1 conversou com Luan Victor, irmão mais velho de Luandenysson, que se queixa do tratamento dado ao irmão no dia do  acidente, e que tem certeza de que houve negligência. 

"Nós temos certeza que houve negligência médica. Meu irmão ficou desacordado depois do acidente e, para se ter ideia da gravidade, saiu do hospital com ombros e clavícula quebrados sem que fosse notado. Não imobilizaram nada, só receitaram uso do medicamento nimesulida (anti-inflamatório)", contou Luan Victor dos Santos Leite, irmão de Luandenysson.

"Da forma que aconteceu com meu irmão poderia ter acontecido com qualquer outra pessoa. Se houvesse mais atenção temos certeza que ele estaria aqui, as chances dele sobreviver seriam maiores", lamentou o irmão.

Morte provocou comoção na cidade/ Foto: site BR-104

Em nota encaminhada ao TNH1, a Secretaria de Estado da Saúde diz que apura os fatos e promete tomar providências. 

NOTA HRM

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau/AL) informa que já tomou conhecimento da denúncia e que está apurando os fatos de uma suposta negligência médica no caso de Luandenysson Santos Leite, que sofreu um acidente de moto e precisou de atendimento no Hospital Regional da Mata, localizado em União dos Palmares, na última quinta-feira. 

Informa, ainda, que o médico já foi afastado das atividades, ressaltando que não é conivente com possíveis erros e reafirmamos que as devidas providências serão tomadas. A Sesau reafirma o compromisso em assegurar atendimento humanizado, ágil e eficiente a todos os usuários que procuram assistência na rede hospitalar estadual.

O TNH1 questionou a direção do hospital sobre o estado de saúde do jovem no primeiro atendimento, mas o hospital disse que "as informações do prontuário do paciente são sigilosas e não podem ser divulgadas sem a autorização da família".