Mercado de Trabalho

Indústrias buscam por habilidades diversas; veja vantagens do curso técnico

Correio 24 horas | 20/04/19 - 12h50 - Atualizado em 20/04/19 - 13h38
Cristiano Saback é consultor de carreiras | Divulgação

A busca pelo mercado de trabalho tem feito cada vez mais pessoas ingressarem num curso técnico. Mas, antes mesmo de buscar um curso, seja técnico ou de nível superior, é importante conhecer as próprias habilidades e preferências. Para o consultor de carreiras Cristiano Saback, “a orientação acontece para permitir que a pessoa tenha maior assertividade no que diz respeito à escolha profissional”.

Ainda segundo Cristiano, “a consultoria de carreira explora as habilidades, paixões e sonhos da pessoa”. No final das contas, muita gente acaba optando pelo curso técnico por conta de dois aspectos: rapidez de inserção no mercado de trabalho e de retorno financeiro.

“Algumas pessoas fazem essa escolha tendo em vista um resultado mais rápido, visando uma contratação. Isso está relacionado, também, à escolha do curso técnico como alternativa para conseguir juntar dinheiro e, no futuro, arcar com o custo de uma faculdade”, afirma.

De uma forma ou de outra, para Cristiano, é preciso se preparar. “É necessário que a pessoa se conheça. O curso técnico, apesar de ter curta duração, não pode funcionar como um  teste, que a pessoa faz uma ou duas vezes até descobrir do que gosta”, diz.

O consultor de carreiras também lembrou que o profissional de hoje precisa estar, cada vez mais, atualizado dentro da área escolhida. “Essa também é uma das funções da consultoria, porque permite que o profissional se adapte à nova realidade de mercado”, disse. 

Ainda segundo Cristiano, “na década de 90, o que prevalecia na hora da contratação era, pura e simplesmente, o diploma”. Atualmente, o consultor explicou, “esse cenário mudou e o que se busca são habilidades importantes que atendam não apenas a cargos e funções específicas, mas ao cenário como um todo, sendo necessário que o profissional acompanhe o movimento do mercado, que está em evolução constante”, concluiu.

Confira seis pontos positivos do curso técnico
•    Rapidez na formação: enquanto um curso superior dura de 4 a 6 anos, os técnicos têm duração média de dois anos e prepara o profissional para o mercado de trabalho;
•    Mensalidades mais acessíveis: uma universidade ou faculdade particular custa, no mínimo, 4 vezes mais do que os cursos técnicos pagos;
•    Formação prática: os cursos técnicos são focados em ensinar e aperfeiçoar as habilidades práticas, preparando o profissional mais rapidamente para a realidade do mercado;
•    Maior número de vagas: 95% das empresas, segundo o Senai-Cimatec da Bahia, têm preferido egressos de cursos técnicos. Isso representa uma mudança de cenário, uma vez que, antes, os cargos buscavam pessoas com passagem por grandes universidades;
•    Experimentar uma profissão: o curso técnico pode ser uma chance de comprovar se a profissão escolhida é o que a pessoa, de fato, quer. As aulas práticas dão uma noção do que o futuro profissional vai encontrar pelo caminho e os estágios, também presentes nos cursos técnicos, complementam a experiência;
•    Base para a universidade: muitas pessoas complementam os benefícios do curso técnico com o curso superior.