Cultura

Inspirada em música de Djavan, quadrilha alagoana disputa campeonato nacional em Brasília

Gilson Monteiro | 23/07/19 - 11h47 - Atualizado em 23/07/19 - 16h19
Fotos: Divulgação

175 componentes, 2 ônibus, um caminhão baú para transportar toda a cenografia e muita, muita paixão junina. É com essa bagagem que a quadrilha junina Santa Fé desembarga no fim de semana em Brasília onde vai representar Alagoas no XV Nacional de Quadrilhas, promovido pela Confederação Brasileira de Quadrilhas Juninas, Confebraq.


 

Na competição, que acontece dias 27 e 28, em Cruzeiro, no Distrito Federal, o grupo alagoano briga pelo título nacional defendendo o tema “Farinha Da Boa”, uma referência à música “Farinha”, do também alagoano Djavan. Um título que traz um duplo sentido, a Farinha "dá boa", aqui de Alagoas; e a "Farinhada", o processo de fabricação da farinha. 

Assista ao vídeo da apresentação no final da matéria.

GRANDE ESPETÁCULO

Para dar vida aos versos “farinha boa é a que a mãe me manda lá de Alagoas”, a Santa Fé não economizou na cenografia e figurinos, levando para o arraial toda a saga da mandioca, a planta que alimenta gerações de nordestinos. 

Dividido em um grande espetáculo de 9 atos, a apresentação traz desde a lenda de Mani, uma história indígena que teria dado origem à mandioca, passando pelas tradicionais casas de farinha, tão comuns em Alagoas e estados vizinhos. Um grande espetáculo que conquistou o vice-campeonato local e agora tenta o título nacional.

Veja mais imagens de "Farinha Da Boa"

EXPECTATIVA

Mesmo com a expectativa de trazer o título, o grupo já se considera vencedor por estar na disputa sendo uma quadrilha fundada hà pouco tempo.

"Ser um grupo com apenas 4 anos de existência e conseguir chegar na maior competição de quadrilhas juninas nos dispensa qualquer expectativa, é a realização do sonho de qualquer quadrilheiro. Dentre tantas dificuldades, estar lá é a maior conquista”, comemora o presidente da Santa Fé, Tiago Serpa.

ASSISTA À APRESENTAÇÃO