Gente Famosa

Kim Kardashian receberá R$ 34,2 milhões após negligência de segurança em assalto

Folhapress | 20/10/20 - 14h18
Reprodução

Kim Kardashian, 39, deverá receber uma indenização de US$ 6,1 milhão (cerca de R$ 34,2 mi) após processar seu antigo segurança, Pascal Duvier, e suas duas empresas por negligência no assalto que ela sofreu em 2016, em Paris.

Segundo o jornal The Sun, o caso se arrastou por dois anos até as partes chegarem a um acordo extrajudicial. "O advogado do demandante informa ao tribunal que as partes chegaram a um acordo e estão aguardando a assinatura do réu para prosseguir com o processo", aponta o documento.

Os advogados das partes não deram detalhes sobre a ação, mas segundo com o The Sun a seguradora de Kim alegou no processo, em 2018, que houve negligência por parte do segurança, tanto por deixar ela sozinha no quarto de hotel quanto por não relatar algumas violações de segurança do hotel, como um portão sem fechadura.

Na ocasião, Kim foi deixada sozinha, enquanto o segurança acompanhava suas irmãs em um evento, quando foi surpreendida por homens mascarados que a renderam e a deixaram sob a mira de uma arma. Os ladrões colocaram Kim na banheira e roubaram milhões em joias, inclusive um anel de 18 quilates.

Apesar dos erros apontados, Duvier já afirmou em entrevista que não se arrepende de suas ações naquele dia. "Não gosto de perder meu tempo pensando em 'e se' ou 'o que poderia ter sido se'. A vida é uma reação em cadeia de decisões e ações que você toma, você não pode escolher apenas mudar certas coisas", disse.

Kim, que demitiu o segurança pouco tempo depois do roubo, também já falou sobre o episódio em entrevistas e em como teve medo de ser encontrada morta na banheira pela irmã Kourtney. Ela também chegou a pensar que seria estuprada ao ser "agarrada" por um dos bandidos enquanto vestia apenas um robe.