Esporte

Lewis Hamilton defende permanência do GP em São Paulo

Folhapress | 13/11/19 - 23h34
Reprodução/Sporting Life

Lewis Hamilton chegou a São Paulo e se dirigiu para o primeiro encontro com a imprensa na semana do Grande Prêmio de Interlagos. Hexacampeão mundial, o piloto da Mercedes defendeu na tarde desta quarta-feira (13) a permanência da corrida na capital paulista, durante evento da Petronas, parceira da equipe do inglês. O contrato com a Fórmula 1 vai até o fim do ano que vem, e o governo de Jair Bolsonaro se mostrou favorável a uma mudança para o Rio de Janeiro.

"Adoro a pista de Interlagos. Sou das antigas, mas, talvez, com os carros que temos hoje, a pista parece ser mais curta. Seria mais legal ter uma pista mais longa. Mas sempre temos que garantir a manutenção dos clássicos, e esse [GP Brasil em Interlagos] é um dos clássicos", defendeu o britânico.

"Não sou grande fã de mudança, mas sei que o Rio de Janeiro é uma cidade fantástica. Estive lá uma vez e foi fantástico. Não sei qual autódromo que eles têm lá, mas, se mudarem a corrida, não terá a mesma história que Interlagos possui. Lembro do Senna e dos videogames ao dirigir nesta pista, espero que continue assim", acrescentou.

No evento desta quarta-feira, Hamilton contou que pela primeira vez ouviu falar sobre o projeto do autódromo de Deodoro, ainda um projeto inserido apenas no papel. O hexacampeão mundial deu a sua opinião de que o Brasil deve ter outras prioridades ao invés de erguer um novo circuito.

"Temos um circuito histórico, então não precisa cortar mais árvores. Esse dinheiro pode ser investido em outras coisas, já que temos muita pobreza no Brasil", sentenciou o campeão da temporada 2019.

"Se fosse o meu dinheiro, usaria em uma coisa melhor; a educação é fundamental. Tenho engenheiros jovens na minha equipe [Mercedes], mas poucos brasileiros. Temos que ter mais brasileiros nas equipes", opinou.

O projeto do autódromo de Deodoro é cercado de polêmicas, especialmente sobre a viabilidade socioambiental, e gerou uma rixa entre Bolsonaro e o governo e prefeitura de São Paulo. Hamilton, um símbolo do discurso pela sustentabilidade, pediu para "nenhuma árvore ser derrubada".

"Se for derrubar uma árvore, sou contra. Vocês [brasileiros] têm uma floresta fantástica e são importantes para o controle climático. Temos que nos concentrar isso. Eu adoro o Rio de Janeiro, quero passar mais tempo lá, mas não quero correr em uma pista que arruinou uma área natural. Para o nosso futuro, a coisa fica cada vez pior. O controle climático está pior", encerrou Hamilton.

"