Futebol Internacional

Libertadores: Fla confirma vaga após goleada e Atlético-MG enfrenta o Palmeiras

Folha de São Paulo | 19/08/21 - 08h58 - Atualizado em 19/08/21 - 09h07
Alexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo fez sua parte e confirmou a classificação à semifinal da Copa Libertadores. Nesta quarta-feira (18), com a goleada por 5 a 1 sobre o Olimpia (PAR), no Mané Garrincha, a equipe rubro-negra garantiu um lugar entre os quatro melhores da América.

Gabigol duas vezes, Bruno Henrique, Willian Arão e Salcedo (contra) marcaram os gols flamenguistas, e Recalde descontou para os paraguaios. No jogo de ida, em Assunção, os cariocas também venceram por um placar elástico, 4 a 1.

Em Brasília, pouco mais de 11.200 pagantes assistiram à goleada do Flamengo. Entre eles o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que compartilhou camarote com o mandatário rubro-negro, Rodolfo Landim.

Agora, os comandados de Renato Gaúcho aguardam o adversário da próxima fase, que sairá do confronto entre Barcelona (EQU) e Fluminense. Os dois se enfrentam nesta quinta (19), às 21h30, em Guayaquil –na ida, no Rio, empataram em 2 a 2.

A classificação sobre o Olimpia marca o retorno do Flamengo à semifinal da Libertadores após dois anos. Em 2019, na última oportunidade em que esteve neste estágio do torneio, foi à final em Lima e, sob o comando de Jorge Jesus, ficou com o título continental, o segundo da história do clube.

Na temporada passada, com Rogério Ceni no cargo, o time foi eliminado nas oitavas de final, pelo Racing (ARG), nos pênaltis.

Quem também retorna à semifinal da competição é Renato Gaúcho, campeão da América como técnico do Grêmio em 2017.

Na campanha do título flamenguista de 2019, Renato era o comandante da equipe gaúcha que, após empate com os rubro-negros por 1 a 1, em Porto Alegre, foi goleada no duelo de volta da semi, no Maracanã, por 5 a 0.

"Se bobear, até uma mulher grávida faria gol no Grêmio", disse o treinador na ocasião.