Eleições

Maceioenses vão às urnas neste domingo para decidir quem será o novo prefeito de Maceió

Redação TNH1 | 29/11/20 - 07h06 - Atualizado em 29/11/20 - 07h07

Os maceioenses vão às urnas neste domingo, 29, para decidir em segundo turno quem vai comandar a Prefeitura de Maceió nos próximos quatro anos. Após uma disputa apertada no primeiro turno, os candidatos Alfredo Gaspar (MDB) e João Henrique Caldas (PSB) voltam a travar novo duelo nas urnas.

No primeiro turno, o ex-procurador de Justiça Alfredo Gaspar venceu a disputa por uma diferença mínima. Ele conseguiu 110.234 votos, 28,87% do total dos votos válidos. Já o deputado federal JHC garantiu a vaga no segundo turno com 109.053 votos (28,56% do total).

A abstenção em Maceió foi de 25,04% do total dos eleitores. Exatos 148.318 eleitores deixaram de votar.

Saiba mais sobre os dois candidatos que se enfrentam no segundo turno:

ALFREDO GASPAR (MDB)

Alfredo Gaspar de Mendonça Neto tem formação acadêmica no curso de Direito, é pós-graduado em Direito Público, e atuou como professor universitário por mais de 10 anos.

O candidato de 49 anos foi eleito, em 2016, ao cargo de procurador-geral de justiça, tendo assumido o posto em janeiro de 2017. Em novembro de 2018, foi reconduzido à chefia do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE-AL), também após candidatura única. Ele pediu exoneração do cargo no início do ano para concorrer à Prefeitura de Maceió.

Alfredo Gaspar também já compôs o Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg) e o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos. Em 2015, comandou a Secretaria Estadual de Segurança Pública, no primeiro mandato do governo Renan Filho (MDB).

Por duas vezes, ele coordenou o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPE-AL, cuja missão principal é investigar organizações criminosas ligadas a assassinatos, tráfico de drogas e armas e quadrilhas especializadas em desviar recursos públicos. 

JHC (PSB)

João Henrique Holanda Caldas, também conhecido como JHC (PSB), tem 33 anos, é advogado, especialista em Direito Digital e Compliance e mestrando em Gestão Pública.

Ele ingressou na Assembleia Legislativa de Alagoas aos 23 anos. Foi o candidato a deputado federal mais votado nas eleições de 2014 e exerceu a função de Terceiro-Secretário da Mesa da Câmara dos Deputados do Brasil, no biênio 2017-2019.

Nas eleições gerais de 2018, foi candidato à reeleição, sendo o Deputado Federal mais bem votado do Brasil proporcionalmente. 

Em 2019 lançou, junto com outros parlamentares, a Frente Parlamentar Mista da Economia e Cidadania Digital. Enquanto Presidente da também chamada Frente Digital, tem atuado em conjunto na valorização de políticas públicas para a democratização da internet no Brasil, o empreendedorismo, melhoria da infraestrutura digital e apoio a novas formas de trabalho.