Brasil

Mapa mostra estados 'campeões' em mortes de travestis e transexuais no Brasil

Com agências | 18/06/19 - 12h21 - Atualizado em 18/06/19 - 12h22
Vítima mais recente de homicídio contra transgênero no Brasil | Mariana Parente / O Povo

A Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) mantém um levantamento de homicídios contra vítimas transgêneros em todo o país no ano de 2019, que mostra os estados onde mais ocorre esse tipo de crime. O mapa disponibilizado pela associação tem 58 casos confirmados e veiculados na imprensa e redes sociais. O último, de número 59, e ainda não contabilizado, foi registrado no Ceará.

Nahara, uma mulher trans de 43 anos, foi morta a tiros, no domingo, 16, na localidade de Queimadas, em Horizonte (Grande Fortaleza). A família deconhece qualquer ameaça que a vítima tenha sofrido e acredita que o homicídio foi motivado por trnasfobia.

Os dados do mapa ainda apontam que o Ceará é o segundo estado com maior número de casos, seis no total, perdendo apenas para São Paulo, que contabiliza 11 vítimas.

No levantamento é especificado o nome da vítima, gênero, idade, a data do crime e onde aconteceu. Outros detalhes sobre como a pessoa foi morta e a repercussão na imprensa também estão presentes no mapa interativo.

Todos os dados são coletados em grupos de direitos LGBT e informações veiculadas na imprensa. Veja abaixo: