Cotidiano

Menina autista leva gato de pelúcia doente para veterinário e ele receita 'amor e carinho'

Metro Jornal | 13/02/19 - 11h16 - Atualizado em 13/02/19 - 11h23
Arquivo Pessoal

Jazmine, uma menina de 6 anos de Washington, nos Estados Unidos, estava muito preocupada com seu amigo, o gato de pelúcia Donnie. Ela é portadora de autismo e o estado e saúde de Donnie estava deixando a menina muito ansiosa.

Sua mãe, Suzie Efigênio, não sabia mais o que fazer e resolveu ligar para uma clínica veterinária para pedir ajuda e acabar com o sofrimento da filha.

Segundo o post da clínica, um veterinário simpático, Dr. Maier, atendeu o pedido da mãe e recebeu Donnie e Jazmine em seu consultório.

Após uma bateria de exames, o médico entregou o resultado da avaliação para a pequena Jazmine. Na receita, lia-se:

Nome: Donnie
Raça: gato doméstico
Reclamação: machucado na pata direita da frente

Exame Físico: coração e pulmões normais, pequena laceração na pata da frente direita
Tratamento: bandagem no pé da frente direito, continue por alguns dias
Cuidados para casa: dar amor extra e carinhos até que ele esteja melhor

Jazmine saiu feliz do consultório com Donnie no colo, que trazia um curativo na pata da frente, e com sua mãe, agradecida pela ajuda do Dr. Maier.

A clínica postou em sua rede social a história e centenas de pessoas comentaram a atitude do veterinário. "Fé na humanidade restaurada", disse um seguidor.