Educação

Monitoradas por câmeras, escolas da rede estadual vão ficar sem vigilantes noturnos

Erik Maia | 19/06/19 - 13h25 - Atualizado em 19/06/19 - 13h39
Reprodução Google

Uma decisão da Secretaria de Edudação do Estado de Alagoas (Seduc) deverá retirar os vigilantes noturnos das escolas. Na decisão, comunicada aos diretores de escolas através de uma circular datada do dia 7 de junho, a Secretaria explica que os vigilantes deverão ser remanejados para os horários de expediente das escolas. Sobre o quesito segurança, a Secretaria informa que todas as unidades de ensino "contam com circuito de câmeras 24 horas por dia”.

Quem não gostou da proposta foram os vigilantes, que devem perder a gratificação por adicional noturno. “Por ficar no horário das 22h até às 6h do dia seguinte a gente recebe o adicional noturno, algo em torno de R$ 300, que já faz parte da nossa renda, e estão dizendo que isso não deve ser incorporado no nosso salário, ou seja, eu trabalho na função há mais de vinte anos e vou perder esse valor”, reclamou um vigilante ao TNH1.

"Os vigilantes serão redistribuídos dentro do horário de funcionamento das escolas. Vale ressaltar que todas as unidades de ensino da rede estadual contam com circuito de câmeras de monitoramento 24 horas por dia”", disse a Seduc em nota enviada ao TNH1.

SINTEAL DEVE SER REUNIR COM VIGILANTES

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal) informou que foi comunicado da portaria e que está organizando uma reunião com os vigilantes para discutir a situação. Além disso, o sindicato está buscando uma audiência com a Seduc para negociar uma possível solução para a reividicação dos profissioanis de segurança das escolas.