Alagoas

Morre em Maceió o menino Tuca Omena, de apenas 7 anos, após luta contra câncer raro

Eberth Lins | 23/04/21 - 09h48 - Atualizado em 23/04/21 - 10h56
Reprodução/ Redes Sociais

Após uma longa e difícil batalha contra o câncer, o menino Arthur Omena de Barros Sanches, o Tuca, de 07 anos, morreu, nessa quinta-feira (22).

Tuca estava em casa, em Maceió, aos cuidados de home care, e a morte foi informada pela mãe, a advogada Aline Gomes de Barros, por meio da rede social Instagram. "Milagre é poder viver o amor. Milagre é poder voltar para os braços do pai", escreveu.

O menino tinha sido diagnosticado com um raro e agressivo tumor, em março do ano passado, à época com apenas seis anos.

Após cirurgia e dezenas de sessões de quimioterapia e radioterapia, o menino venceu o raro tumor de 17 cm no canal medular. Mas uma nova tomografia, em outubro do ano passado, mostrou o surgimento de novos tumores.

A luta de Arthur pela vida ficou conhecida em Alagoas e em outros estados no ano passado, quando a mãe dele divulgou um apelo para angariar recursos e adquirir o medicamento experimental Tazverik.  A medicação, em uso nos Estados Unidos, custava R$ 250 mil o frasco e tinha sido recomendada por médicos como uma última alternativa para o tratamento da criança.

O sepultamento será nesta sexta-feira (23) , no Parque das Flores, restrito aos familiares devido à pandemia de Covid-19.