Mundo

Mulher é amarrada após morder comissário e tentar abrir porta de avião; vídeo

Correio Braziliense | 14/07/21 - 07h47 - Atualizado em 14/07/21 - 09h50
Reprodução / Tiktok

Uma mulher foi amarrada ao assento com fita adesiva após tentar abrir a porta de uma aeronave da American Airlines em pleno voo. A companhia afirmou ao New York Post que a passageira agrediu e mordeu um comissário depois da tentativa de abertura da porta e foi contida “para a segurança de outros clientes e de nossa tripulação”.

A mulher foi levada pela companhia a um hospital local. Agora, ela está na lista de pessoas proibidas de voar pela American Airlines. O incidente ocorreu em 6 de julho, no voo 1774 da companhia, que fazia o trajeto entre Dallas e Charlotte, nos Estados Unidos. 

O caso veio à tona após uma passageira filmar a mulher amarrada e postar o vídeo em uma rede social. No vídeo, a mulher está amarrada pelos braços e pernas a um assento, além de ter a boca tampada pela fita adesiva. Mesmo amarrada, é possível ver a inquietação dela: ela se movimenta, tentando ser desamarrada e grita: “vocês! vocês! vocês!”.

A cena era vista por todos os passageiros a bordo, que deixavam o avião enquanto os comissários, calmamente, agradecem a preferência pela companhia. Veja o vídeo: 

De acordo com relato da pessoa que gravou o vídeo, a usuária do TikTok @lol.ariee, que teve a conta banida pela rede social após a publicação dos registros, a mulher provocou um “caos” no voo. “Os comissários de bordo começaram a acender as luzes por volta da 1h30, e vimos todos os comissários de bordo correndo para cima e para baixo nos corredores, freneticamente, sussurrando uns para os outros”, contou em outro vídeo.

Os banheiros foram trancados e sacolas de lixo levadas pelos comissários. Nenhum deles queria dizer o que estava acontecendo, diz a passageira. “Era uma espécie de caos”, afirmou. O piloto chegou a avisar aos presentes no avião que todos permanecessem sentados e que estavam passando por “uma situação ruim”.

Após o “controle” da turbulência, um comissário contou a lol.ariee e à família que uma mulher “com um aparente problema mental teve uma explosão e teve vontade de sair do avião”. Ela foi até as portas e começou a bater nelas e a abri-las, enquanto gritava “eu preciso sair deste avião”.

De acordo com o relato do funcionário, foram necessários cinco comissários de bordo para “literalmente derrubá-la”, colocá-la no assento e a prender nele com fita adesiva.