Mundo

Navio Ever Given atravessa o Canal de Suez novamente, 150 dias após encalhar no caminho

G1 | 20/08/21 - 14h09 - Atualizado em 20/08/21 - 14h14
Reprodução / Instagram

O Ever Given, o navio que ficou encalhado no meio do Canal de Suez por quase uma semana em março deste ano, começou a atravessar o canal nesta sexta-feira (20) e, dessa vez, será acompanhado de dois barcos de reboque. Na quinta-feira à noite o Ever Given chegou a Port Said, cidade egípcia no Mar Mediterrâneo, e nesta sexta-feira o navio atravessa o Canal de Suez na direção do Mar Vermelho. O destino é uma estalagem em Singapura, onde o navio vai passar por reparos.

Em 23 de março, quando o Ever Given encalhou no meio do Canal de Suez, no Egito, o fluxo de cargueiros ficou comprometido. O barco tem 400 metros e estava carregado com 18,3 mil containers. Após ser desencalhado, o Ever Given não pôde sair: havia discussões a respeito de quem iria pagar pelos prejuízos gerados pelo navio —cerca de 15% do tráfego mundial de navios cargueiros usa o Canal de Suez, a via mais curta entre a Europa e a Ásia.

A Autoridade do Canal de Suez (SCA, na sigla em inglês) queria US$ 1 bilhão como compensação pelo tempo em que o navio ficou encalhado. A empresa dona do cargueiro, Shoei Kisen Kaisha, não aceitou a pena —para a companhia, a culpa também era do próprio Canal de Suez. Os egípcios aceitaram baixar para US$ 550 milhões. No fim, houve um acordo, mas não se revelou qual foi o valor da multa.

Até que as partes chegassem a um acordo sobre a multa, o barco ficou estacionado em um lago ao lado do canal. Passaram-se 106 dias até que o Ever Given deixasse o Egito. De lá, foi para o porto de Roterdã, na Holanda, e depois para o porto de Felixstowe, na Inglaterra. Agora, o Ever Given atravessa novamente o Canal de Suez para poder chegar ao estaleiro em Singapura.