Cultura

Nu artístico feminino: mostra está em cartaz no Teatro Deodoro e também em formato virtual

TNH1 com Ascom Diteal | 18/08/21 - 10h51 - Atualizado em 18/08/21 - 11h51

A poética dos corpos e a beleza de seu universo repleto de olhares, formas, curvas, gestos, expressões, dialogando com o espectador e ganhando o mundo. É o que veremos na exposição Poesia da Sombra II – Diversidade, do fotógrafo Hugo Taques, que entra em na galeria de artes visuais do Complexo Cultural Teatro Deodoro e pelo site da Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal): diteal.al.gov.br , na próxima quarta-feira (11/08/2021). A curadoria é de Fredy Correia. 

“Damos as boas-vindas ao artista Hugo Taques e seu trabalho à galeria de artes visuais do Complexo Cultural Teatro Deodoro com visitas presencias cumprindo todos os protocolos sanitários e com a visita virtual pelo nosso site como mais uma grande possibilidade de propagar a arte alagoana. Agradecemos e parabenizamos o fotógrafo e toda a equipe. Ao público, fica o nosso convite para que prestigie a mostra e a nossa produção artística”, afirmou a diretora-presidente da Diteal, Sheila Maluf. 

Em sua versão online, a exposição pode ser vista em um tour em 360 graus, num passeio quase real pela galeria do Diteal. Confira aqui. 

Com 50 fotografias em preto e branco, Hugo Taques traz a temática do nu artístico feminino em suas composições que contaram com a participação das modelos Amanda Maria da Silva Vicente; Bárbara Nagma C. Correia; Elaine Ferreira da Silva; Heloise Fernandes Godoy; Jaqueline Mattos Arfux; Lídia Rocha; Luana de Farias Santos; Noêmia Correia Rocha; Tainara Cardoso de Araújo; e Vanessa Mikaela Farias de Oliveira. “Esse momento é de expectativas de como o público receberá esse trabalho tão instigante e polêmico, que reação causará em cada observador. Como criador das obras, tenho uma sensação de alegria e felicidade; orgulhoso e realizado por mostrá-las no melhor e mais bonito espaço para exposições do estado”, revelou Hugo Taques. 

Esta segunda edição da mostra faz parte de uma trilogia sobre a temática para a qual Hugo já começou captar imagens e planejar a terceira etapa. Dessa vez, foram convidadas e fotografadas dez mulheres cuiabanas e maceioenses de diferentes biotipos, idade, orientação sexual e etnia, dando ênfase à diversidade.

"A Galeria de Artes Visuais do Teatro Deodoro, recebe a exposição “Poesia da Sombra II - Diversidade, do fotógrafo Hugo Taques, além de toda a delicadeza das imagens que fazem poesia com os corpos dos modelos, tendo a luz e a sombra como elementos protagonistas com olhar sensível. Destacamos também a proposta delicada de ver, sentir e perceber o corpo humano em toda sua diversidade de formas e gêneros, fugindo do lugar comum, onde a ditadura da indústria da estética é colocada de lado, e a vida como ele é rege as imagens!", relatou o gerente artístico e cultural da Diteal, Alexandre Holanda.

Para o curador Fredy Correia, “como um pintor, Hugo Taques busca, através de suas lentes e de um olhar sempre atento, encontrar o equilíbrio entre luz e sombra, garimpando nuances entre os côncavos e convexos contornos do corpo feminino, onde as silhuetas monocromáticas revelam sentimentos e emoções não vistas nas imagens coloridas. De forma leve e sem perder a poesia do seu trabalho em preto e branco, o artista invoca, de forma proposital, temas políticos sociais contemporâneos nos fazendo refletir sobre as questões relacionadas ao ser humano e suas realidades cotidianas, quebrando tabus e redescobrindo a beleza que o envolve. Nesta mostra, Hugo torna iguais e belos os diversos tipos de corpos usando a sua fotografia como ferramenta de inclusão social, revelando-nos a verdadeira poética das nossas humanas sombras”. 

Sobre o artista - Brasileiro, pantaneiro, nascido no município de Barão de Melgaço - MT, região do alto pantanal, em 19 de março,  dia de São José, razão pelo qual recebe o primeiro nome de José Hugo da Silva Taques. Filho do casal, também pantaneiros ambos comerciantes e uma vida inteira dedicada à boemia. Seu pai, violonista e cavaquinista; a mãe, sua eterna companheira e parceira em algumas canções. Reside há 16 anos em Maceió, casado com a maceioense, Dênia Dantas e pai da Nicole Taques, de 12 anos.

Formado em História pela UFMT, começou cedo a fazer teatro, atuando e dirigindo, trabalhou no cinema como ator. A fotografia sempre esteve presente em tudo.  Engajado em movimentos culturais, foi Presidente da Fundação Cultural do Estado do Mato Grosso, membro eleito do Conselho Estadual de Cultura, membro do Fórum Permanente da Cultura e Coordenador do Patrimônio Histórico e Cultural do Estado.

Aos 63 anos, hoje, atua, exclusivamente, com a fotografia, seja na publicidade, moda, beleza, passarela, eventos e produção de fotos para ilustrar revistas, jornais e sites. Sua maior paixão é com a fotografia criativa, de arte. Fotógrafo há mais de 20 anos, ministra palestras sobre História da Arte e Fotografia Contemporânea.

Suas exposições - Hugo Taques realizou sua primeira exposição individual em Maceió em maio de 2015 no MISA – Museu da Imagem e do Som de Alagoas. Foram 30 fotos com modelos magras, altas e jovens. Nesta segunda, o olhar do artista mostra que sensualidade e beleza são valores subjetivos e não são exclusivos de nenhuma tipologia de beleza. “Foi um trabalho de muita sensibilidade e delicadeza no trato com as fotografadas", conta.

Segundo o artista Poesia da Sombra II – Diversidade tem uma proposta totalmente inclusiva e aborda questões sensíveis atuais, por vezes polêmicas e permeadas de preconceitos, como a mulher trans, a mulher idosa, negra, magra, plus size e também as portadoras de deficiência física.scuta", conclui.