Polícia

Operação cumpre 39 mandados contra organização criminosa ligada ao tráfico de drogas

Ascom SSP | 18/06/24 - 07h22
Reprodução/Video

A Secretaria da Segurança Pública de Alagoas (SSP) coordenou, nesta terça-feira (18), uma operação integrada entre as Polícias Civil e Militar, com o objetivo de prender integrantes de uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas na capital alagoana. Ao todo, a operação cumpre 17 mandados de prisão e 22 de busca e apreensão na cidade de Maceió e em Messias.

Até o momento, seis pessoas foram presas em Maceió e também foram apreendidos uma motocicleta com placa adulterada e queixa de roubo, além de uma pequena quantidade de maconha e cocaína. 

De acordo com as investigações, realizadas pela Delegacia de Narcóticos (DNARC), da Polícia Civil, em parceria com Polícia Militar, essa organização criminosa atuava na prática de tráfico de entorpecentes, porte ilegal de arma de fogo, além da prática de homicídios, ocorridos principalmente, no bairro do Bom Parto, o que vinha causando instabilidade social.

A ação é denominada Invasão em virtude de uma localidade em específico no bairro do Bom Parto, chamada desta maneira pelos suspeitos, que enterram e guardam materiais entorpecentes nessa região. Anteriormente o local era um terreno abandonado, mas diversos barracos foram erguidos fruto de invasões, sendo grande parte deles, inabitado. 

A DNARC realizou a representação dos mandados com base nas provas técnicas obtidas e os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Efetivo empregado

Para o cumprimento dos mandados foram empregados policiais militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Companhia de Policiamento de Choque, Batalhão de ROTAM, Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), além dos 1º, 4º 14º Batalhões.
  
Já a Polícia Civil contou com a participação de agentes da própria Delegacia de Narcóticos (DNARC), do Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais (TIGRE), bem como a Seção de Capturas, sendo estes dois últimos parte da Delegacia de Repressão a Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO), além da Operação Policial Litorânea Integrada (OPLIT). A operação também contou com apoio do Comando de Aviação Aérea (COMAVE) da SSP.

A população é grande parceira das forças de segurança no combate ao crime e pode contribuir com o trabalho da Segurança Pública realizando denúncias sobre homicídios, tráfico de drogas, roubos, organizações criminosas, dentre outros, por meio do Disque Denúncia. As ligações para o 181 são gratuitas e o sigilo é garantido.