Interior

Pai de criança atropelada por vizinho em União fala sobre o caso

TNH1 com informações do BR104 | 25/10/21 - 16h25 - Atualizado em 25/10/21 - 16h45
Reprodução

Os pais do menino Gustavo Monteiro da Silva, de 1 ano e 8 meses, que morreu após ser atropelado por um carro, na tarde do último sábado (23), enquanto brincava na calçada de casa, no município de União dos Palmares, relatou ao site BR104 como tudo aconteceu.

– Umas 4 horas recebi uma ligação da minha esposa dizendo: “Olha, vem logo, vem logo, que o carro bateu no nosso filho”. Eu peguei a moto e vim pra cá. Quando eu chego no hospital, vejo meu filho com a cabeça toda ensanguentada e um monte de médico em volta dele. Demorou pra chegar a notícia se ele estava bem ou se não estava – disse Mario, pai da criança, para a reportagem do BR104.

De acordo com ele, o incidente aconteceu por volta das 16h15, e na manhã do domingo (24) o corpo da criança ainda não havia sido liberado do hospital para onde ele foi encaminhado. A mãe da criança, que não consegue dormir desde o ocorrido, confirmou que os vizinhos gritaram pedindo para Roberto Ferreira Jatobá – condutor do veículo – parar o carro, mas não obtiveram sucesso.

Segundo informações, além de não ter socorrido a vítima, Roberto evadiu do local, e em seguida, perdeu o controle da direção, batendo em um muro na antiga rua do Jatobá, às margens do rio Mundaú. onde ele abandonou o carro e tomou destino ignorado.

Revoltados com a tragédia, moradores da região invadiram a residência do suspeito e destruíram tudo que foi encontrado. A polícia foi acionada para averiguar o caso e encontrou o local todo revirado. Existe a expectativa de que Roberto Ferreira Jatobá se apresente na 11 Delegacia de Polícia Civil ainda nesta segunda-feira (25).