Brasil

Pastora Bianca Toledo ficou conhecida por testemunho de cura

07/07/16 - 09h21 - Atualizado em 07/07/16 - 10h44
Reprodução / Facebook

Depois de acusar o esposo de pedofilia e declarar pelas redes sociais ter descoberto que ele é homossexual, a vida da pastora evangélica Bianca Toledo passou a ser comentada por seus seguidores, por conta de seu testemunho de cura.

No ano de 2001, Bianca, que era cantora e tinha 29 anos, foi uma das calouras do programa Raul Gil, quando engravidou e viveu momentos dramáticos no final da gestação por conta de uma ruptura intestinal. A história dela virou livro, DVD e tema das palestras que ela ministra pelo mundo.

De acordo com o site da pastora, aos 8 meses, a gestação teve que ser interrompida por conta da ruptura  e entrou em coma. O quadro agravou para uma Infecção generalizada com falência múltipla de órgãos, em contexto clinico.

"Já em coma, salvaram o bebê, mas ela não o conheceu. Muitas igrejas e ministérios se envolveram nesta luta pela vida! Amigos de toda parte faziam campanha e vigília pela internet", informa o texto do site.

A partir daí, a pastora, que ficou 52 dias em coma, teve falência de múltiplos órgãos, duas paradas cardíacas de 18 minutos, uma grande fístula abdominal e contraiu KPC, uma bactéria super-resistente. Ela passou por mais de 300 transfusões de sangue.