Polícia

PM prende 3º suspeito de envolvimento na morte de mulher na Gruta de Lourdes

Redação TNH1 | 21/10/19 - 11h34 - Atualizado em 21/10/19 - 11h43
Arquivo TNH1

A Polícia Militar prendeu o terceito suspeito de participar da morte de Ana Paula Justino da Silva, 46, assassinada a tiros no bairro Gruta de Lourdes no dia 8 de outubro deste ano. O homem, que ainda não teve o nome revelado, foi detido em uma área de mata no bairro Benedito Bentes, na madrugada desta segunda-feira, 21.

Segundo informações do 4º Batalhão de Polícia Militar, responsável pela prisão, o suspeito foi encontrado com armas de fogo, sendo uma metralhadora de fabricação caseira. Ele também é suspeito de tráfico de drogas e estava com uma quantidade não especificada de cocaína. 

O delegado Bruno Emílio, responsável pelo caso, disse que só vai falar sobre a prisão amanhã.

O caso

Ana Paula foi assassinada a tiros no início da manhã de 8 de outubro, na Rua Hugo Corrêa Paes. A vítima estaria indo ao local de trabalho quando foi surpreendida pelo atirador. Ele teria descido de um Siena de cor escura e atravessado a rua, onde ficou à espera da mulher.

A vítima chegou ao local como passageira de uma moto conduzida pelo namorado e, ao descer, foi atingida por quatro ou cinco tiros, todos na região da cabeça e pescoço. O autor dos disparos fugiu sem ser identificado.

Outros presos

Romenick Rosalino da Silva, 24 anos, e Daniela Michaela Gonçalves da Silva, 25, foram presos um dia depois da morte de Ana Paula. Eles foram localizados no Benedito Bentes e um carro Grand Siena foi apreendido. Daniela, que era nora de Ana Paula, é suspeita de encomendar o crime.