Interior

Polícia já tem suspeito na morte de casal gay em Ibateguara

Crime teria sido vingança contra uma das vítimas; mulheres foram assassinadas a tiros na cama onde dormiam

14/01/16 - 11h17 - Atualizado em 14/01/16 - 11h18
Reprodução / Redes Sociais

Após ouvir depoimentos de colegas e parentes de duas mulheres encontradas mortas, na cama da casa onde moravam, em Ibateguara, Zona da Mata alagoana, no último dia 5, a polícia identificou um suspeito de cometer o duplo homicídio. A motivação investigada para o crime é vingança.

A casa de Elicris Muniz da Silva, de 24 anos, e Roseli Domingos Correia, de 20 anos, foi invadida por suspeitos durante a noite, quando elas foram assassinadas a tiros enquanto dormiam.

Segundo informações colhidas pela delegacia da cidade, uma das testemunhas ouvidas durante o inquérito teria fortes motivos para matar Elicris. "Sabemos que ela [Elicris] tinha envolvimento em assaltos a veículos na região, mas ela não agia só", explicou um dos agentes da delegacia, que não quis se identificar.

"Elicris apontou essa testemunha como a única responsável pelos assaltos, quando a gente sabe que agia juntamente com ela", disse ainda. "Ao saber que a vítima teria feito a delação, o suspeito decidiu matá-la", esclareceu o policial.

Ao ser questionado, no entanto, o suspeito nega ter algum tipo de ligação com o crime. Ainda de acordo com o agente, Roseli teria sido morta por estar no mesmo local que a companheira. "Ela estava no lugar e no momento errado. Morreu inocente", disse.

O inquérito ainda está em andamento e depende da laudos periciais para a conclusão.