Interior

Polícia vai investigar suposta negligência médica após morte de entregador

Eberth Lins | 28/07/21 - 12h50 - Atualizado em 28/07/21 - 13h16
Luandenysson era casado e pai de um menino de apenas um ano | Foto: Reprodução / Rede Social

A Polícia Civil (PC) vai instaurar inquérito para investigar a morte do entregador de lanches Luandenysson Santos Leite, de 24 anos, que morreu após se envolver em um acidente de trânsito e, supostamente, ter o estado de saúde negligenciado durante atendimento no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares. A confirmação de que o caso será investigado foi dada à TV Pajuçara pelo delegado Edberg Sobral. Segundo ele, o inquérito pode ser instaurado ainda hoje (28), ou amanhã, quinta-feira (29).

Internamente o caso já está sendo investigado no HRM, que afastou o médico responsável pelo atendimento e alta do entregador horas depois de ter sofrido o acidente. O entregador se envolveu em um acidente de trânsito no último dia 22, em União dos Palmares, e morreu no último domingo (25) no Hospital Geral do Estado, em Maceió, onde já chegou com traumatismo craniano grave.

Familiares acusam hospital de União dos Palmares de negliogência no primeiro atendimento ao jovem. Foto: Reprodução / Rede Social 

O primeiro atendimento médico após o acidente - que está sendo questionado pela família - aconteceu na quarta-feira (22), no  HRM, em União, que o liberou horas depois. Luandenysson passou mal na manhã seguinte e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Ele voltou ao HRM, que o encaminhou em estado grave ao HGE. 

Denúncia de familiares

Familiares do jovem acusam o HRM de negligência médica por ter liberado o rapaz horas depois do acidente sem realizar exames específicos para o caso.

"Meu irmão ficou desacordado depois do acidente e, para se ter ideia da gravidade, saiu do hospital com ombros e clavícula quebrados sem que fosse notado. Não imobilizaram nada, só receitaram uso do medicamento nimesulida (anti-inflamatório)", contou Luan Victor dos Santos Leite, irmão de Luandenysson, em entrevista ao TNH1, nessa terça-feira (27).

 Luandenysson era casado e deixa esposa e filho, um bebê de apenas um ano.