Alagoas

Praia de AL está pré-selecionada para renovar a certificação internacional do Selo Bandeira Azul

Secom Alagoas | 20/06/24 - 09h28
Lucas Meneses/Ascom Setur

A Praia do Patacho, localizada na cidade de Porto de Pedras, no Litoral Norte de Alagoas, apareceu entre as pré-selecionadas para renovar a certificação internacional do Selo Bandeira Azul 2024/25. A reunião do Júri Nacional para definir as praias pré-aprovadas ocorreu neste mês de junho.

O Selo Bandeira Azul é um prêmio ecológico, voluntário, concedido a praias, marinas e embarcações de turismo. Entre os critérios para obter ou manter a certificação estão a gestão ambiental, qualidade da água, educação ambiental, segurança e serviços, além do turismo sustentável, por exemplo. A Praia do Patacho é a única de Alagoas e uma das cinco praias nordestinas presentes na lista.

De acordo com a secretária de Turismo do Estado, Bárbara Braga, ter esta certificação mostra como o turismo no nosso estado tem um olhar sustentável, cuidadoso com o meio ambiente, além de valorizar ainda mais o destino para os turistas que visitam as nossas praias, principalmente do Litoral Norte, e como isso pode impactar no retorno dos visitantes a Alagoas.

“Trata-se de um detalhe superimportante para o nosso turismo em Alagoas. Uma certificação que demonstra toda a preocupação da região com os cuidados em relação ao meio ambiente, com a segurança e os serviços prestados para os turistas que visitam o nosso destino. Com certeza faz com que eles queiram voltar para o nosso estado em outras oportunidades, o que movimenta a nossa rede hoteleira, nossa economia e a nossa gastronomia, por exemplo. Um orgulho para nós, alagoanos, fazer parte de uma lista tão seleta que recebe esta certificação”, disse a secretária Bárbara sobre a pré-aprovação.

Júri nacional do Programa Bandeira Azul Brasil

Para avaliar e pré-selecionar as praias que podem receber a certificação, o júri contou com representantes do Ministério do Turismo (MTur), Ministério do Meio Ambiente (MMA), Embratur, Secretaria do Patrimônio da União (SPU), Instituto Ambientes em Rede (IAR), Associação Náutica Brasileira (ACATMAR), Agência Brasileira de Gerenciamento Costeiro, Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa) e da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema).

O objetivo das entidades é avaliar o cumprimento dos critérios e definir as praias, marinas e embarcações de turismo qualificadas ao prêmio, que serão submetidas ao júri internacional.