Geral

Prefeito Rui Palmeira autoriza novo empreendimento hoteleiro em Maceió

24/11/15 - 17h53

Prefeito autoriza empreendimento (Crédito: Secom Maceió)

Prefeito autoriza empreendimento (Crédito: Secom Maceió)

A cidade de Maceió receberá um novo empreendimento hoteleiro na Ponta Verde. A rede Atlantica Hotels, da bandeira Comfort, vai instalar um novo negócio na cidade. A assinatura do termo de autorização para instalação aconteceu nesta terça-feira (24) no gabinete do prefeito Rui Palmeira.

Atualmente, há 1754 empreendimentos com a marca Comfort em todo o mundo. Trata-se de um hotel econômico, mas que prima pelo conforto com as características de porte intermediário. O projeto vai recuperar um prédio que estava abandonado e foi arrematado pelos investidores em um leilão. A estrutura será requalificada  e a expectativa é que em 2016, o antigo esqueleto esteja renovado e pronto para atender.

“Esta é uma excelente notícia. A cidade perde uma área degradada e vai ganhar um empreendimento hoteleiro. O hotel vai se instalar em um prédio que estava abandonado, mas que agora vai dar lugar a um espaço para gerar renda, emprego e vai receber com qualidade os turistas que vierem à cidade. Tudo isso é muito positivo e temos certeza que será um sucesso”, comentou o prefeito Rui Palmeira.

O secretário municipal de Promoção do Turismo, Jair Galvão, participou da reunião e destacou o momento positivo que o turismo vivencia. Segundo ele, estima-se que entre 10 e 12 empreendimentos venham a se instalar na cidade nos próximos anos. “Este é mais um empreendimento entre os diversos que estão se instalado na capital. Isso demonstra o quanto essa atividade econômica está se desenvolvendo. Este, particularmente não é o primeiro da Atlântica na cidade, mas a chegada de um novo demonstra a credibilidade que o destino tem com as grandes redes. O momento gabarita a cidade  e indica que o turismo vai pautar a nossa economia nos próximos anos”, disse.

“O empreendimento é ecologicamente correto, com a prática sustentável adequada e já está devidamente licenciado. Em contrapartida, o município segue cuidando da orla, combatendo os esgotos clandestinos e as chamadas línguas sujas, melhorando a balneabilidade. Se é bom para os turistas, é excelente para a população de Maceió”, destacou o gestor da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), David Maia.

Rafael Melo, diretor da empresa responsável, a Plataforma Engenharia, deu mais detalhes sobre o projeto. “Trata-se da segunda maior rede hoteleira do Brasil, que tem vários nichos e padrões. Fizemos um estudo de viabilidade de mercado e constatamos que a bandeira Comfort se adequou melhor ao cenário local, unindo as belezas naturais de Maceió e o potencial turístico. Com o projeto, serão gerados cerca de 100 empregos diretos e 300 indiretos”, explicou.

Para o superintendente da SMCCU (Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano), a cidade é quem ganha. “Este é um avanço significativo para a Prefeitura e para a iniciativa privada. O imóvel não estava cumprindo a sua função social, mas agora vai se transformar em um espaço para fortalecer o turismo e como consequência vai gerar emprego e renda”, destacou Braga.