Cultura

Prefeitura inaugura mais uma estátua na orla, nesta terça-feira

Secom Maceió | 02/09/19 - 15h16 - Atualizado em 02/09/19 - 15h29

Nesta terça-feira (3), a partir das 8h30, na orla marítima da Jatiúca, será realizada a inauguração da escultura do escritor alagoano Lêdo Ivo. O monumento de bronze, instalado no Posto 7, foi feito pelo artista plástico e escultor mineiro Léo Santana,  que também é responsável pela escultura do poeta Carlos Drummond de Andrade, posicionada no calçadão de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Além de Lêdo Ivo, outros quatro ilustres alagoanos foram homenageados com esculturas em tamanho real feitas de bronze: Graciliano Ramos e Aurélio Buarque de Holanda, inauguradas em 2015 em comemoração aos 200 anos de Maceió, o ator Paulo Gracindo, inaugurada dois anos depois, e a médica psiquiatra Nise da Silveira, inaugurada em julho deste ano. Todos os monumentos foram feitos por Léo Santana.

A inauguração da escultura de Lêdo Ivo contará com a presença de familiares do ilustre e de membros da Academia Alagoana de Letras.

Trajetória

Lêdo Ivo nasceu em Maceió no dia 16 de fevereiro de 1924. Em 1940, mudou-se para a cidade de Recife, onde participou do primeiro congresso de poesia da capital pernambucana. Em 1943, passou a morar no Rio de Janeiro e a estudar na Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil.

Em 1944, estreou na literatura com as “Imaginações”, livro de poesia, e no ano seguinte publicou “Ode e Elegia”. Posteriormente, sua obra literária foi expandida com a publicação de livros de poesia, romance, crônica, conto e ensaio.

Em 1947, seu romance de estreia “As Alianças” foi considerado o melhor romance pela Fundação Graça Aranha, mas este não foi o único prêmio atribuído ao ilustre alagoano: Lêdo Ivo, também, foi agraciado com os prêmios Olavo Bilac e Carlos Laet, da Academia Brasileira de Letras, de Memória, da Fundação Cultural do Distrito Federal, e Golfinho de Ouro, do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Sua obra foi reconhecida, também, internacionalmente através dos prêmios Poesia del Mundo Latino Victor Sandoval, do México, de Literatura Brasileira da Casa de Las Américas, de Cuba, e Rosalía de Castro, da Espanha.

Em 1949, pronunciou, no Museu de Arte Moderna de São Paulo, a conferência “A geração de 1945”. Neste ano, concluiu a graduação na Faculdade Nacional de Direito, mas não exerceu a profissão.

Lêdo Ivo foi membro efetivo da Academia Alagoana de Letras, sócio honorário do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, sócio efetivo da Academia de Letras do Brasil, sócio honorário da Academia Petropolitana de Letras e sócio correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal.

Ao longo de sua trajetória literária, o escritor alagoano foi convidado numerosas vezes a representar o Brasil em congressos culturais e a participar de encontros internacionais de poesia.