Futebol Nacional

Presidente do Coritiba confirma acordo próximo com investidor para a venda da SAF

ge | 28/04/23 - 09h14
Foto: Coritiba/Divulgação

O presidente do Coritiba, Glenn Stenger, confirmou que o clube está muito próximo de assinar com investidores para a venda da Sociedade Anônima do Futebol (SAF). A empresa Treecorp Investimentos é a interessa e discute o acordo.

A informação foi revelada durante uma reunião, na última terça-feira, feita com as organizadas e com vários grupos de torcedores. Quando questionado, ele não descartou que esse acordo pode ser firmado na próxima semana.

No começo de fevereiro, o ge adiantou a empresa interessada e o andamento do processo. O Coxa negociará 90% da SAF para o fundo de investimentos.

O presidente citou que a compra vai ser determinante para mudar o patamar financeiro do Coritiba. Ele chegou a dizer que: "Esse é o momento que vai mudar a história do clube".

Durante o bate-papo, Stenger deixou claro que a diretoria não terá mais poder em negociações após a SAF ser comprada. Como exemplo, ele citou que é a investidora que define se a empresa 1909 vai continuar na produção dos materiais esportivos.

Porém, ele garantiu que, até o momento, a SAF não participou na contratação de nenhum dos 17 reforços. Todos foram de responsabilidade da diretoria.

Contrato assinado: o que acontece? Assim que o acordo foi firmado, se inicia uma série de protocolos. Primeiro a compra vai ao Conselho Deliberativo para aprovação. A compra também depende da autorização da juíza responsável pela Recuperação Judicial do Coxa. Por último, os sócios poderão aprovar ou não o acordo. Essa medida não é obrigatória, mas o clube entende que é importante.

O tempo estimado é de até 40 dias para a conclusão. Nesse período, o clube terá uma dupla gerência, já com a participação de profissionais escolhidos pela SAF.

Em sua conclusão, Stenger citou que, com isso, o clube buscará ter uma das melhores formações do Brasil, CT de alta estrutura e melhorias no Couto Pereira, entre outros pontos.

O ge procurou o Coritiba para comentar os assuntos debatidos na reunião. O clube preferiu não se manifestar.

Profissionais indicados pela SAF - A SAF terá profissionais para tocar o dia a dia do clube e já tem dois nomes que circulam nos bastidores. O executivo Carlos Humberto Amodeo é o principal cotado para ser o CEO, responsável por cuidar por todas as áreas. Já o ex-goleiro Arthur Moraes deve cuidar do departamento de futebol. Ainda não se tem muitas informações de como funcionará essas funções na prática.

Treecorp Investimentos: quem é a empresa? Fundada em 2010, a Treecorp tem três sócio-diretores e aproximadamente R$ 2 bilhões sob gestão em 11 empresas de seu portfólio. Ademicon, Zeedog, Cabana Burguer e Zul digital estão entre elas.

O Coritiba, inclusive, tem uma parceria com Ademicon: o "Consórcio Coxa" de forma digital. Ao aderir, o torcedor alviverde estará automaticamente contribuindo com o clube. Não existe relação de interesse antigo, já que o consórcio foi realidado em 2021.

O nome mais conhecido, contudo, é do ex-publicitário Roberto Justus, que entrou na empresa há dois anos. Ele declarou em novembro do ano passado que estava comprando um clube de futebol em entrevista ao podcast Flow e que não era o “seu time de coração”. Justus torce para o São Paulo.