Interior

Proprietário de fazenda é autuado por furto de energia elétrica suficiente para atender mais de 120 casas

Ascom Equatorial Alagoas | 01/02/24 - 16h07
Ascom Equatorial

Uma ação conjunta desencadeada nesta quinta-feira, 1º, pela Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), por meio do 11º Batalhão da Polícia Militar, com o apoio da Equatorial Alagoas, constatou o furto de energia em uma fazenda de cultivo de mamão e mandioca, localizada na Zona Rural do município de Penedo.

Segundo informações da equipe técnica de inspeção da Distribuidora, no local foi verificado que diariamente um funcionário da propriedade realizava o procedimento irregular praticando um desvio para uma bomba de 75 CV. A unidade já estava sendo monitorada há um certo tempo, o que contribuiu para a constatação dos indícios de irregularidade devido ao comportamento de consumo.

De acordo com a análise feita, a energia perdida estimada foi em torno de 18.000 kWh/mês, o suficiente para atender mais de 120 residências durante um mês inteiro.

Ascom Equatorial
Ascom Equatorial
Ascom Equatorial
Ascom Equatorial
Ascom Equatorial
Ascom Equatorial
Ascom Equatorial
Ascom Equatorial

Durante a operação denominada “Tocaia”, o proprietário pela unidade consumidora e um funcionário foram levados até a delegacia para esclarecimentos, onde foram realizados os trâmites legais.

Intensificação das ações - Desde quando assumiu a concessão de energia do estado, a Equatorial Alagoas tem intensificado as ações de combate às perdas em parceria com a secretaria de segurança. A Distribuidora tem utilizado técnicas e ferramentas de inteligência agregada ao uso de equipamentos de monitoramento remoto. Estas novas tecnologias estão sendo utilizadas na identificação de fraudes tanto de grandes consumidores como nos demais consumidores de menor porte.

Penalidades para os infratores - O furto de energia elétrica, conhecido também como “gato” e ao ato de fraudar medidores, classificado como estelionato, são crimes previstos nos artigos 155 e 171 do Código Penal Brasileiro. Por isso, a distribuidora reforça a importância do combate e inibição dessas práticas para manter a qualidade da energia elétrica distribuída aos alagoanos.

Como denunciar? - As denúncias de ligações clandestinas e irregulares podem ser feitas anonimamente na Central de Atendimento pelo número 0800 082 01 96, ou pelo endereço: al.equatorialenergia.com.br na aba “Quero denunciar uma fraude”.

Ao acessar o site oficial da Equatorial, o cliente terá acesso a uma área para fornecer dados sobre a situação, como por exemplo: endereço, município, código único a ser denunciado, número do medidor de energia, pontos de referência e também o espaço conta com a opção para anexar imagens e vídeos que possam auxiliar na análise do caso. Depois de registrada no sistema, uma equipe será encaminhada para realizar a inspeção.