Brasil

RJ: carros de luxo chamam atenção entre veículos apreendidos em operação contra criminosos de AL

Extra Online | 25/05/22 - 08h49
Agência O Globo

Dos dez carros apreendidos durante a operação do Bope e da Polícia Rodoviária Federal na Vila Cruzeiro, na segunda-feira, dois carros de luxo chamaram a atenção. A ação deixou mais de 20 mortos. Juntos, os veículos da marca alemã Porsche chegam a custar mais de R$ 700 mil. O branco era usado pelo traficante Matuê, integrante da maior facção do Rio de Janeiro. Ele publicou nas redes sociais um post escrito "troquei um corsa num Porsche" exibindo o painel do carro com uma blusa com o apelido dele. A publicação no Twitter teve mais de duas mil curtidas.

Matuê, que se denomina nas redes como "gangster" exibiu vídeo dentro do carro "adquirido" e fotos nas suas redes sociais. O carro é do modelo Cayenne e já foi um dos carros mais cobiçados do Brasil e do mundo. Com motor V6 de 300cv, o SUV é um dos carros mais vendidos da Porsche no Brasil e, atualmente, custa pouco mais de 170 mil. Quando 0km, porém, custava 314 mil no ano de fabricação. Hoje, o valor dele novo pode ultrapassar os R$ 600 mil.

Já o sem placa, modelo Macan, recém-retirado da concessionária. Com preços a partir de 550 mil, o modelo pode custar bem mais, já que a marca alemã oferece diversas opções de personalização. Para se ter uma ideia da potência do carro, ele chega a 100km/h em apenas 6,4 segundos e atinge uma velocidade de até 250 km/h.

Na operação foram apreendidas ainda 20 motocicletas, além de 13 fuzis e quatro pistolas. Uma grande quantidade de drogas também foi confiscada por policiais do Batalhão de Ação com Cães.